Tópico: Liberdades

Varrer o lixo da História

MV / MAR (Movimento Anti-Racista) — 28 Setembro 2020

Sociedades capitalistas precisam da desigualdade para sobreviverem

O eco que o assassinato do norte-americano George Floyd, às mãos da polícia, teve em praticamente todo o mundo, revela que as discriminações raciais são assunto que toca a todas as sociedades. Tal como a imolação de um vendedor ambulante tunisino em 2011 — também maltratado pela polícia — foi rastilho para as Primaveras Árabes, apesar das diferenças de país para país, o assassinato de Floyd veio pegar fogo ao material explosivo que as sociedades capitalistas, todas elas, acumulam. Sintoma claro da universalidade de muitos dos problemas que elas defrontam.


Um silêncio criminoso cerca Julian Assange

Urbano de Campos / John Pilger — 22 Setembro 2020

Assange, antes de ser raptado da embaixada do Equador em Londres

Decorre em Londres uma monstruosa farsa judicial. Julian Assange, o jornalista criador do WikiLeaks em 2006, está à beira de ser extraditado para os EUA, acusado de traição por ter revelado verdades inconvenientes: os crimes de guerra, as conspirações, as falsidades produzidas pelo imperialismo norte-americano e as cumplicidades dos seus aliados. A comunidade jornalística pelo mundo fora, portuguesa incluída, mantém sobre o assunto um silêncio cobarde e criminoso.


A dialéctica do fascismo libertário

António Louçã — 14 Setembro 2020

Itália, manifestação no final da Segunda Guerra

A campanha de supostos objectores de consciência contra a obrigatoriedade das aulas de cidadania é reveladora de um fenómeno mais vasto: o fascismo começa sempre por reclamar para si próprio as liberdades que, no fim do dia, quer suprimir para toda a gente. Enquanto acumula forças, queixa-se de ser amordaçado; mas, quando chega ao poder, é o que se sabe.


A Cruzada

Editor — 8 Setembro 2020

Em termos de argumentos argumentados, não se percebe o que pretendem as 100 “personalidades” que se arregimentaram para contestar a disciplina de Educação para a Cidadania e o Desenvolvimento, dois anos depois de ter sido incluída no currículo do ensino secundário. A objecção de consciência que reivindicam fica aparentemente sem objecto se tomarmos por referência o elenco da disciplina.


Gaza de novo brutalizada por Israel

Comité Nacional Palestino BDS — 29 Agosto 2020

O muro da vergonha. Boicote às empresas que apoiam Israel

Durante mais de onze noites consecutivas, as forças militares israelitas bombardearam Gaza, desde 11 de Agosto, aterrorizando os seus habitantes. Dois milhões de palestinos vivem na maior prisão a céu aberto do mundo, devido ao cerco montado por Israel desde há 13 anos. Desta vez, o pretexto de Israel foram os balões incendiários lançados desde Gaza, causando fogos em terras agrícolas nos colonatos israelitas perto das cercas militares que circundam Gaza.


A Bielorrússia, o ferreiro e o espeto de pau

António Louçã — 18 Agosto 2020

Protestos contra os resultados eleitorais

Parece fácil cantar de galo sobre um regime que, embora sem ter chegado ainda ao refinamento monárquico da Coreia do Norte, permite a Alexander Lukashenko uma presidência quase vitalícia. Mas não é qualquer um que pode cantar de galo. Os media ocidentais têm muitas vezes clamado contra coisas que acontecem na Bielorrússia e que eles próprios, entretanto, deixaram passar como normais na sua própria casa de ferreiro. A televisão nacionalista e reaccionária russa RT tem-se banqueteado com essas incoerências.


A ascensão dos neofascismos

Manuel Raposo / Tom Thomas — 2 Agosto 2020

Combater o fascismo pela raiz

Dizia-se, até há pouco tempo, que Portugal estava imune à onda fascista que crescia pela Europa. A eleição em 2019 de um deputado pelo Chega!, um partido recém-formado, veio desmentir tal credulidade, mas foi encarada pelas forças políticas dominantes como um episódio sem sucesso que seria melhor ignorar. A subida que agora se lhe aponta nas sondagens (mesmo que contenha algum exagero) fez soar campainhas de alarme, sobretudo nos partidos de direita, que não mostram capacidade para conquistar ou sequer segurar o seu eleitorado, entalados entre um PS aparentemente hegemónico e um Chega! em crescimento.


Contra a anexação da Palestina

Manuel Raposo — 1 Julho 2020

Manifestação em Gaza

Milhares de pessoas manifestaram-se hoje em várias cidades da Palestina, na Faixa de Gaza e na Cisjordânia, contra o plano de anexação, por parte de Israel, de um terço dos territórios da Cisjordânia. Este plano, a aplicar a partir de 1 de Julho, tem o apoio declarado do presidente dos EUA e contraria todas as disposições das Nações Unidas acerca do chamado conflito israelo-palestino, nome de conveniência dado à guerra movida pelos sionistas israelitas contra os palestinos desde há mais de 70 anos.


Nós, iconoclastas

António Louçã — 19 Junho 2020

Com uma pomposa indignação mais própria do conselheiro Acácio, clamaram vários políticos da nossa praça contra a vandalização de uma estátua do Padre António Vieira. O clamor pretendia desviar as atenções do racismo, o verdadeiro problema que mobiliza centenas de milhares de manifestantes em todo o mundo.

No coro acaciano fez-se ouvir o habitual argumento de Portugal não ser “um país racista”. Mas em que país não se ouve o mesmo argumento, aplicado ao caso respectivo? A burguesia portuguesa criou um império colonial e esse império combinou sempre instrumentos diversos de dominação: por um lado, as contrapartidas económicas e a corrupção de elites locais, por outro o proselitismo religioso e, enfim, o instrumento decisivo da coação militar.


EUA: tropas contra manifestantes?

John Catalinotto (*) — 8 Junho 2020

Há quatro dias, a Casa Branca chamou as Forças Armadas a intervirem nas cidades dos EUA para “dominar” as ruas. Nos três dias seguintes, dois ex-chefes do Estado-Maior Conjunto manifestaram-se contra esse destacamento. O mesmo aconteceu com o antigo e o actual secretários da Defesa de Trump, este último sabendo que arriscava a demissão. Reagindo à ameaça de Trump, pelo menos três organizações de veteranos antiguerra pediram aos militares das Forças Armadas e da Guarda Nacional que se recusem a intervir contra os manifestantes que se opõem ao racismo.