Arquivo de Setembro 2007

IVG ao abrigo da nova lei

Número de interrupções da gravidez feitas por opção das mulheres em instituições de saúde, até 20 de Agosto de 2007, ao abrigo da nova lei. Muitas destas mulheres salvaram-se de perseguições, humilhações e mutilações.

Total: 526
Região Norte: 117 (22,24%)
Região Centro: 83 (15,78%)
Região de Lisboa e Vale do Tejo: 284 (53,99%)
Região do Alentejo: 19 (3,61%)
Região do Algarve: 23 (4,37%)



Estatuto do Jornalista

Uma luta que transcende o jornalismo

Rui Pereira, jornalista

maquinaescrever.jpgO veto pelo Presidente da República do Estatuto do Jornalista (Agosto de 2007) é o mais recente desenvolvimento da polémica que os socialistas abriram com os jornalistas, através da controversa proposta de um novo enquadramento para a profissão. Enquanto diploma legal que regula os termos em que o jornalismo é exercido, os direitos e os deveres dos seus profissionais, o Estatuto do Jornalista é um documento sensível. Ler o resto do artigo »



85 milhões para 59 colégios privados

Enquanto encerrava centenas de escolas no Centro do país (Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu) – o que, além do desperdício de instalações, docentes e pessoal, significou um enorme prejuízo para os que só podem ter os filhos no ensino público – o Governo deu 85 milhões de euros de subsídios aos 59 colégios privados da região.



Os abortos na Ordem

Bastonário da Ordem dos Médicos levanta obstáculos à realização de interrupções voluntárias da gravidez

João Repas, médico

GrifoO dr. Pedro Nunes, bastonário da Ordem dos Médicos, defendeu que os centros de saúde não devem realizar abortos (IVG) com medicamentos, afirmando que tal prática “estimula as pessoas a considerar banal o que não deve ser banal, impõe uma pressão sobre os médicos de família insustentável…”. Com o argumento de que o sistema público não pode dar uma “falsa segurança em algo que pode não ter os níveis de segurança que seriam desejáveis”, disse que a Ordem do Médicos deveria “continuar a definir a IVG como algo negativo” a fim de “cumprir a legislação e a vontade dos portugueses”. Ler o resto do artigo »



Onda de ataques nazis na Rússia

João Bernardo

Na madrugada de 21 de Julho, cabeças-rapadas nazis atacaram violentamente o acampamento anti-nuclear anarquista de protesto em Angarsk, na Sibéria, assassinando um jovem eco-libertário. Ler o resto do artigo »



Não há esquerda em Portugal

Vítor Colaço Santos

Este partido que está no poder, que desgoverna os pobres e governa com competência os ricos, que se auto-intitula socialista, é tão socialista como o Salazar foi democrata!
Se a Esquerda é esta no poder, disposta às maiores subserviências morais e aos maiores e mais repugnantes servilismos políticos –  então a Direita bem pode esperar sentada porque nem em 2009 está no Governo. Afinal, para quê haver Direita se este Governo é a Direita pura e dura? Ler o resto do artigo »



Delphi adia despedimentos para responder a uma encomenda temporária

É possível que os despedimentos comecem a partir de Maio

Os trabalhadores da fábrica da Guarda devem começar a ser postos fora em Maio de 2008, com os primeiros despedimentos a afectarem cerca de 100. Seguir-se-ão mais 400 em Julho e Agosto. Ler o resto do artigo »



Com uma ajudinha do sr. ministro

Multinacional segura trabalhadores obrigando a Segurança Social a pagar 70% dos salários

CablagemA Kromberg & Schubert Portugal, empresa de cablagens instalada em Guimarães, reduziu a produção para 50% da sua capacidade. Anuncia, ao mesmo tempo, que tem uma encomenda em carteira que a vai obrigar a admitir mais trabalhadores em 2009. Ler o resto do artigo »



Administração da Transtejo persegue trabalhadores que aderiram à greve geral

Tal como no Metropolitano de Lisboa, a Transtejo accionou notas de culpa a 58 trabalhadores que, segundo a administração, não cumpriram os serviços mínimos definidos pela empresa, na greve geral de 30 de Maio. Além disso, a empresa retirou a esses trabalhadores o prémio de assiduidade de 182 euros por mês. Ler o resto do artigo »



Efeméride. 23 de Agosto de 1927

Sacco e Vanzetti assassinados há 80 anos

Sacco e Vanzetti, pintura de Ben ShahnHá 80 anos, o estado de Massachussets e o governo dos Estados Unidos da América executaram na cadeira eléctrica , sob falsas acusações, dois imigrantes italianos anarquistas e activistas operários radicais: Nicola Sacco e Bartolomeo Vanzetti. Tinham 36 e 39 anos.
Foi o ministro da justiça o inspirador da política de terror que nas décadas de 1910 e de 1920 pretendia limpar as ruas dos imigrantes radicais, anarquistas e comunistas, os quais se opunham ao governo e eram activos nos combates sindicais e nas greves daquela época. Ler o resto do artigo »



Sabe o que é a flexi-segurança?

Extracto de um questionário feito, em Julho, pelo Diário XXI (a Beira Interior online) a trabalhadores, em que era perguntado “Sabe o que é a flexi-segurança?”. Eis as respostas. Ler o resto do artigo »



Os números do desemprego falam contra Sócrates

Aumenta o recurso das empresas ao despedimento colectivo

Despedimentos colectivos aumentamNo primeiro semestre deste ano, a Segurança Social autorizou perto de 90 mil pedidos de subsídio de desemprego, mais 17% que em igual período de 2006. Entre 2005 e 2006 a tendência foi inversa, com o número de novos subsídios atribuídos a cair 6% em 2005 e 27% em 2006.
Os dados avançados pelo Instituto de Informática do Ministério do Trabalho contrariam desta forma as leituras de redução significativa do desemprego feitas a partir do número de inscritos nos centros de empregos. Ler o resto do artigo »



África do Sul

Protestos da população negra, farta de esperar por melhores condições de vida

Bairro de lata no SowetoAs violentas manifestações que têm ocorrido na África do Sul, nomeadamente nos bairros pobres da zona do Soweto, são o sinal de que está a acabar-se a paciência das populações negras, que não vêem melhoras nas suas condições de vida. A 3 de Setembro, os confrontos com a polícia causaram um morto. Os manifestantes reclamavam habitação condigna, esgotos, água e electricidade – coisas que continuam a faltar à maioria do negros. Ler o resto do artigo »



O Bloco na esfera do poder

O acordo entre o PS e o BE para a Câmara Municipal de Lisboa tem dois efeitos políticos imediatos: ajudar a viabilizar uma maioria que António Costa não obteve nas urnas; e dar a Sócrates a (possível) aura de esquerda de que precisa para levar a termo a sua governação de direita. Nada de comparável com o que, em resultado das medidas concretas do acordo, se possa esperar para Lisboa propriamente dita. Ler o resto do artigo »



A pretexto da "conexão portuguesa" da ETA

Os governos português e espanhol aceleram a constituição de uma região policial ibérica

M. Raposo

Na base da suspeita (não confirmada) de que a ETA teria bases de apoio em território português, as autoridades policiais e judiciais dos dois países deram mais um passo no sentido de reforçar a constituição de uma região policial ibérica.
À sombra da luta “contra o terrorismo” lançou-se, de um e outro lado da fronteira, uma campanha destinada a convencer as populações de que terão de aceitar todas as acções que polícias e juizes ponham em marcha, com recurso certamente a medidas de excepção. Ler o resto do artigo »



Repressão em Shenzhen

Milhares de trabalhadores, na maioria mulheres, de uma fábrica na cidade de Shenzhen, China, foram brutalmente reprimidos por centenas de polícias, durante uma greve de 10 dias contra as longas jornadas de trabalho, ameaças de despedimentos e suspeitas de encerramento da empesa. Pelo menos 100 trabalhadores foram detidos para interrogatório.
A fábrica de Baolishun, que já foi a maior fabricante de árvores de Natal de plástico do mundo, emprega cerca de 10 mil pessoas e é, actualmente, subsidiária do grupo norte-americano Carlyle .



Miséria em África

Segundo a OIT, cerca de 260,3 milhões de trabalhadores africanos vivem com menos de 2 dólares por dia o que corresponde a 78,6% do total dos trabalhadores em África. Espera a OIT que esta percentagem baixe para 76,4 em 2015, mas o número dos que vivem com aquele dinheiro aumentará para 316,7 milhões.
A mesma situação ocorrerá com os trabalhadores que vivem com menos de 1 dólar ao dia: a percentagem poderá baixar de 46,2% para 44,1% nos próximos oito anos, mas o número absoluto passará de 152,8 milhões para 182,9 milhões.



Também lhes dói

A crise no mercado de crédito imobiliário de risco dos EUA já atingiu os recursos humanos do sistema financeiro. Desde o início do ano, 35830 pessoas perderam o emprego devido às dificuldades que atravessa o sector imobiliário na maior economia do mundo.
Segundo um estudo da consultora Challenger, Gray & Christmas, o sector financeiro norte-americano já registou um corte que se aproxima dos 90 mil postos de trabalho este ano, o que representa um aumento de 75% face ao total de 2006.



TAP despede 118

O despedimento colectivo de 118 funcionários da Portugália, recentemente adquirida pela TAP, foi confirmado pela administração desta transportadora aérea. Para já, a comissão de trabalhadores promete avançar com “novas formas de luta”, como “greves, marchas lentas e outras acções de protesto”, que farão com que “o engenheiro Fernando Pinto [presidente da TAP] deixe de se poder gabar e dizer que na sua história de administrador nunca enfrentou uma greve”.



E vão mais 38!

Encerrou mais uma fábrica de cerâmica, a Fatifai, em Fátima, lançando para o desemprego 38 trabalhadores, alguns deles com mais de dez anos de casa. Segundo a administração, o encerramento deve-se a questões de mercado e à falta de apoios do governo à indústria cerâmica nacional. A questão é sempre a mesma. Os patrões enquanto têm lucros não os dividem com ninguém. Quando a mina se esgota, mandam o pessoal para a rua e dizem que a culpa é da falta de apoios. E os trabalhadores, quem os apoia?



Enfermeiros despedidos

A administração do Hospital Distrital da Figueira da Foz está a despedir vários enfermeiros contratados a prazo certo. Esses profissionais, perfeitamente integrados nos serviços e assegurando necessidades permanentes, trabalham no hospital há cerca de dois anos e meio.
Esta prática da administração cria dificuldades na boa prestação de cuidados aos utentes do hospital e faz com que os enfermeiros andem sempre preocupados com o dia em que lhes chegará a notícia de que vão ser despedidos.
O hospital está em dívida com a generalidade dos enfermeiros em cerca de 12 mil horas de trabalho não pago.



Repressão

A administração do Metropolitano de Lisboa emitiu uma nota de culpa a cerca de 80 trabalhadores por terem participado na última greve geral.



Lucros sobem na hotelaria

Os estabelecimentos hoteleiros registaram proveitos totais na ordem dos 808,2 milhões de euros durante o primeiro semestre de 2007, crescendo na ordem dos 6,9% face ao apurado no mesmo período de 2006.



Professores protestam

A ministra da educação anunciou a intenção de proceder ao despedimento, em Setembro, de mais cinco mil professores contratados. A Fenprof, a maior federação de professores, realizou uma acção de protesto, nas capitais de distrito, no dia 3 de Setembro.



Jovens sem trabalho

A taxa de desemprego nas camadas jovens – trabalhadores com menos de 25 anos – registou um aumento de 17,8% para 18% entre Maio e Junho.



Greve nos aeroportos

A 18 e 19 de Agosto, os trabalhadores da Groundforce, empresa prestadora de serviços de assistência nos aeroportos às companhias aéreas (nomeadamente, bagageiros), levaram a cabo uma greve de 48 horas por aumentos salariais de 4,5% e por aumentos dos subsídios de turnos, que causou forte perturbação no movimento aéreo e prejuízos às empresas de aviação e agências de viagens. Como a Groundforce não queria ir além dos 2%, os trabalhadores convocaram nova greve para 31 de Agosto, 1 e 2 de Setembro. A empresa cedeu, avançando com uma proposta de aumento de 3% que mereceu a concordância do sindicato, tendo a segunda greve sido desconvocada.



Porto: desemprego recorde

Dados divulgados em 10 de Agosto mostram que a taxa de desemprego no distrito e na área metropolitana do Porto atingiu o valor mais elevado nos últimos 20 anos, fixando-se nos 9,5%.



Braga, idem

A situação de desemprego ameaça o futuro de cerca de 50 mil trabalhadores no distrito. Aumenta o número de trabalhadores com salários e subsídios em atraso; para muitos deles, o atraso já ultrapassa os 60 dias.



Norte mais penalizado

Na região norte do país residem cerca de 40% (101.308) dos 263 mil beneficiários do subsídio de desemprego, de acordo com dados do Instituto de Informática da Segurança Social. Destes, 62% são do distrito do Porto. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 83.386 beneficiários. Estes dados reportam-se ao final de Junho de 2007.