Arquivo de Dezembro 2007

Onde não há justiça social floresce a caridade

O caminho dos pobres não é andar de mão estendida para matar a fome

Manuel Monteiro

pobreza1_72dp.jpgO crescente empobrecimento de uma grande parte da população portuguesa é um facto comprovado com números. Na verdade, e segundo dados oficiais, um em cada cinco portugueses vivem no limiar da pobreza (21% da população), o que corresponde a cerca de dois milhões de pobres.
O desemprego continua a crescer e neste momento cifra-se em 8,2% da população activa (valor oficial). Mas pobres não são apenas aqueles que estão no desemprego ou na reforma. Uma outra camada de pobres faz parte deste panorama: os que, estando empregados, ganham salários de miséria e não conseguem suportar as despesas mais básicas: renda da casa, comida, água e luz, remédios, etc. Ler o resto do artigo »



Êxito garantido

Reagindo ao encerramento do Serviço de Atendimento Permanente (SAP) local, um autarca de Alijó disse: “Já se sabe: para o mês que vem, vão começar a abrir clínicas e hospitais privados”. Como que confirmando o prognóstico, o ministro da Saúde, para quem os milhares de portugueses que não podem pagar aos privados não constituem preocupação, resumiu a sua política em termos triunfais fazendo um balanço “muito positivo” do trabalho desenvolvido e gabando-se de “ser impossível fazer melhor” em matéria de política de saúde. No último ano, 33 SAP puseram termo ao atendimento nocturno.



O que faz falta…

No dia 23, duas mil pessoas desfilaram nas ruas da Anadia protestando contra o fecho da Urgência do hospital local, tendo sido interposta uma providência cautelar para impedir o encerramento. Em Vila Pouca de Aguiar, a população concentrou-se na tarde do dia 27, manifestando-se contra o encerramento nocturno do SAP. No distrito de Vila Real, deixam ainda de funcionar dois outros serviços de atendimento permanente em Alijó e Murça. Também está previsto o encerramento do Serviço de Urgência do Hospital de Peso da Régua, decisão a que se opõe a autarquia. O Bloco de Partos da Unidade Hospitalar de Chaves encerra igualmente a partir das 24h de dia 27.



Greve nos aeroportos britânicos

Os aeroportos britânicos podem encerrar em consequência de greves anunciadas para 7, 14 e 17 de Janeiro por terem falhado as negociações salariais entre a companhia aérea BAA e o Unite, o maior sindicato da Grã-Bretanha. As paralisações – que envolvem sectores cruciais como bombeiros, trabalhadores da segurança e da manutenção – serão de 24 horas nos dois primeiros dias e de 48 no terceiro. Só os aeroportos de Heathrow e Gatwick, que servem Londres, movimentam diariamente 278 mil passageiros. Mas a paralisação atingirá mais 5 aeroportos desde o sul da Inglaterra à Escócia.



As seguranças privadas em Portugal

José Mário Branco

arma_72dpi.jpgContrariamente a outros países, em Portugal o número de seguranças e vigilantes privados ainda não ultrapassou o das forças repressivas do Estado. Mas, dada a tendência para aumentar, será apenas uma questão de tempo.
O relatório de 2006 da Secretaria-Geral do MAI – que tutela o licenciamento das firmas de segurança e a aprovação dos seus agentes – diz que há em Portugal 110 empresas privadas de segurança, com um total de 36.998 vigilantes, além dos serviços de segurança internos de 56 outras empresas. Ler o resto do artigo »



A importância do golfe

O Governo anunciou um investimento de 3 milhões de euros para criar o primeiro espaço público para a prática de golfe, em terrenos do complexo desportivo do Jamor, tendo o ministro da Economia referido a “importância do golfe para o turismo”. Como se trata de um desporto caríssimo, não acessível à maioria da população, tudo indica estarmos perante uma situação semelhante à que ocorreu em Lisboa, no consulado de Abecasis, em que foi criado, por desanexação de terrenos camarários do parque Eduardo VII, um recinto para a prática do ténis para os clientes dos luxuosos hotéis vizinhos.



Duplo roubo

Segundo o ministro Mário Lino, os transportes vão sofrer um agravamento de preço de 3,8% no princípio de 2008. E podem ainda ter um aumento intercalar durante o ano que se vai iniciar. Tal como para vários outros aumentos de bens essenciais, já anunciados ou a anunciar, a subida dos preços situa-se acima da inflação real. Mas, ao contrário, os aumentos salariais ficam abaixo da inflação prevista; e, a haver actualização, será sempre no ano seguinte e não a meio do ano. O roubo é duplo. O capital não perde poder de compra.



Guerra química e biológica

No seu relatório anual, o Pentágono confirma estar a preparar ensaios com armas químicas e biológicas a céu aberto, em violação das convenções internacionais, revelou o professor Francis Boyle, especialista de referência na matéria. Teme-se o pior, tanto mais que, no passado, o exército dos Estados Unidos já procedera a este tipo de experiências em grandes cidades estadunidenses sem conhecimento da população. (RINF Alternative News / Tribunal-Iraque)



Obra de Deus

Na ante-véspera de Natal, o patriarca de Lisboa abençoou 60 grávidas sublinhando a “importância da maternidade” como “obra de Deus”. A acreditar nesta versão moderna do Espírito Santo, Deus comporta-se como pai incógnito que, depois da “obra” feita, não se preocupa com a sorte dos filhos pela vida fora. Fome, subnutrição, doença, insucesso escolar, droga, delinquência, desemprego… eis o que está guardado à nascença para, pelo menos, dois milhões de portugueses que perfazem a nossa quota de pobres – sem que a água benta de Sua Eminência lhes possa valer.



Revelações

Garantindo que faria melhor que Sócrates, Luís Filipe Menezes disse ser capaz, em “meia dúzia de meses”, de “desmantelar de vez o enorme peso do Estado”, revelando o real sentido da “reforma” que atinge os serviços sociais e o emprego dos funcionários públicos. Dias depois, à boca cheia, reclamou para o PSD a administração da CGD, mostrando como se processa na esfera do poder a atribuição de altos cargos. Na ânsia de ganhar protagonismo e de dar lugares aos apoiantes, Menezes desboca-se. Continue – fica tudo mais claro.



Os seguranças

O crescimento acelerado das seguranças privadas é um dos traços distintivos do aparelho repressivo actual

João Bernardo

magrittearespostainesperada_72dpi.jpgEm qualquer corredor, à saída de qualquer elevador, junto a qualquer porta, deparamos com eles, bíceps grandiosos, boina à banda e óculos espelhados − os seguranças. O seu crescimento acelerado é um dos traços distintivos do aparelho repressivo actual.
Nos meados da década de 1980 as despesas de segurança privada ascendiam nos Estados Unidos a 22.000 milhões de dólares por ano, enquanto se limitavam a 14.000 milhões de dólares por ano as despesas públicas de policiamento, e as cifras correspondentes eram 90.000 milhões de dólares e 40.000 milhões de dólares nos meados da década de 1990. Ler o resto do artigo »



Democracia de qualidade

Luís Filipe Meneses, que desistiu da ameaça de ir para as portas das fábricas apoiar os trabalhadores em luta, aplica-se em reivindicar a sua quota-parte nos tachos do bloco central. Transitando Santos Ferreira e Armando Vara (próximos do PS) da CGD para o BCP, cuja administração está a braços com um escândalo de corrupção, Meneses exige que Miguel Cadilhe (ou alguém do PSD) ocupe o lugar deixado vago na CGD, argumentando tratar-se de uma questão de “qualidade da democracia portuguesa”.



Mercenários no Iraque

Uma empresa britânica de mercenários a actuar em Baçorá, Iraque, guardou para si informações secretas, consideradas vitais, que deveria transmitir ao exército britânico, diz o jornal The Guardian. Um operacional da ArmorGroup disse mesmo que tinham ordens para não passar as informações aos militares. A segunda maior força ocupante no Iraque (os mercenários) pode começar a ter interesses políticos próprios, e a actuar de acordo com eles.



Recorde mundial de presos

O número de presos nos EUA atingiu em 2006, segundo o Departamento da Justiça, a cifra de 2.385.213, a que acrescem 5.035.225 pessoas sob controle judicial. O total (mais de 7,4 milhões) representa 3,2% da população adulta, recorde mundial absoluto. Desde o 11 de Setembro de 2001 e da adopção da lei Patriot Act verificou-se um aumento médio da população prisional de 2% ao ano. Estes números não incluem os presos estrangeiros detidos pelos EUA fora do seu território (Guantánamo, Bagram e prisões secretas da CIA). A título de comparação, a China, com mais de mil milhões de adultos, tem um milhão e meio de presos. (Voltairenet e US Department of Justice)



Concerto de Natal em três andamentos

M. Raposo

A Ordem dos Médicos resiste a aplicar a lei sobre o aborto. Portas propõe a Cavaco medidas para incentivo da natalidade. O governo liquida os serviços sociais do Estado com o argumento de poupar dinheiro. Cavaco elogia a caridade privada e pede apoios (facilidades e dinheiro) do Estado para as instituições particulares ditas de “solidariedade social”. Ler o resto do artigo »



Eles estarão com medo de qualquer coisa?

M. Gouveia

gnrtigre.jpgA GNR iniciou uma operação de verificação da documentação dos animais selvagens dos circos e exposições, para os quantificar e verificar se estão legais no país.
Cavaco Silva espera que o Governo utilize o «indiscutível sucesso» da presidência portuguesa da UE como «um tónico para eventuais dificuldades» em 2008.
“Não sou grande fã de referendos. Geralmente nos referendos as pessoas acabam a responder a perguntas que não aquelas que são feitas”, diz António Vitorino. Ler o resto do artigo »



Portugal-2007: Um balanço repressivo

Os exemplos, vistos no conjunto, são um alerta para o que se prepara. Só não vê quem não quer ver

Rui Pereira

policia_72dpi.jpgUm dos balanços mais reveladores e (talvez por isso) menos revelados do Portugal-2007 é o saldo repressivo de um tempo que se mostrou fértil em ocorrências. Noticiados (ou nem isso) no correr dos dias, os exemplos sucedem-se e esquecem-se. Mas vistos no seu conjunto formam um quadro significativo como poucos da visão do Portugal do Partido Socialista, deixando-nos um eloquente alerta para o que se prepara. Só não vê quem queira muito não ver. Ler o resto do artigo »



Escândalo de corrupção EUA-Arábia Saudita

Príncipe saudita Bandar recorre à Opus Dei

VoltaireNet.org

bandarfreeh_72dpi.jpgO maior escândalo de corrupção da História – o caso Al-Yamamah – continua a abalar os Estados anglo-saxónicos. O príncipe saudita Bandar bin Sultan, filho adoptivo dos Bush, é acusado de ter cobrado e distribuído grandes comissões ocultas sobre as vendas de armas da empresa anglo-estadunidense BAE Systems à Arábia Saudita. Ler o resto do artigo »



“Um objectivo na vida”?!

Um milionário letão tornou realidade a proposta da revista «Privata Dzive» de providenciar a um mendigo «Um dia no Paraíso». O contemplado foi levado a um salão de beleza e dali à casa do milionário, onde pôde vestir camisas de 416 euros, fumar charutos, saborear bebidas finas, nadar na piscina e jogar bilhar. A revista espera que, com esta visita, Alexandr Kuleshov, alcoólico e sem emprego, passe a ter «um objectivo na vida» !…



Escândalo de gravações apagadas traz a lume

Os métodos de tortura da CIA

JMB (com agências e The Guardian)

tortura_72dpi.jpgHá cerca de 2 semanas, no ambiente de tricas eleitorais entre os dois partidos do regime nos EUA, surgiu mais um escândalo relacionado com a CIA. O director da agência teria dado ordens para destruir as gravações vídeo dos interrogatórios de dois “suspeitos de terrorismo”. Pode-se imaginar o teor dessas imagens… e compreende-se a pressa de as destruir. Ler o resto do artigo »



Tudo bem

Vinte e três pessoas (uma com 15 anos) vieram dar à costa portuguesa depois de quatro dias à deriva, num pequeno barco, à fome e ao frio. Sobre a tragédia destes seres humanos que arriscaram a vida e falharam a tentativa de fugir da miséria e arranjar trabalho, a Governadora Civil de Faro, depois de os ter mandado deter e repatriar, comentou: “correu tudo muitíssimo bem” e “toda a situação está ultrapassada”. De quem, de que é que ela está a falar ?



Governo fecha porta à habitação jovem

Acções a 19 e 20 de Dezembro

O movimento Porta 65 Fechada e a Plataforma Artigo 65 organizam acções de alerta contra a recente iniciativa do governo que veio substituir o «Incentivo ao Arrendamento Jovem». No concreto, o programa Porta 65 Jovem reduz o direito à habitação. Não serve e a contestação vai estar na rua hoje e amanhã, simultaneamente em Lisboa, Porto e Coimbra. Ler o resto do artigo »



Boim, Lousada

Sessenta operárias impedem saída de equipamento de produção

A multinacional alemã Irskens fechou fábrica de confecções sem pré-aviso

Urbano de Campos

Desde sábado passado, 60 operárias de uma fábrica têxtil de Boim, Lousada, bloqueiam a entrada das instalações para impedirem a retirada das máquinas. Na noite de sexta para sábado, depois da saída dos trabalhadores, a administração empacotou e selou as máquinas e demais equipamento de produção preparando-se para os carregar para fora da empresa. Ler o resto do artigo »



Tratado europeu

A euro-impostura, ou a forma de eliminar democraticamente o povo

M. Gouveia

prestidigitacao.jpg“Eles vêm não sei de onde para nos fazer andar a pé” (morador em Belém, de 75 anos, perante as alterações ao trânsito provocadas pela assinatura do Tratado nos Jerónimos)

À classe dos eurocratas – para sua autopreservação e para que mais livremente possa tomar as decisões que convêm à minoria a quem serve e obedece – não interessa que haja um debate político e um espaço público europeus que aproximem os cidadãos, esclarecendo-os, interessando-os e implicando-os nas questões europeias. Os povos estão afastados dos assuntos da Europa porque, deliberadamente, deles são afastados. Ler o resto do artigo »



Sem água e sem esgotos

Segundo dados do INE, mais de 5 mil moradores de Lisboa não dispõem de água canalizada e cerca de 22 mil não têm acesso a rede de esgotos. Isto verifica-se em vários bairros, nomeadamente nas freguesias de Alcântara, Campolide e Beato. Ouvidos alguns dos moradores, é fácil compreender que não tendo sequer dinheiro para pagar a renda de casa, dificilmente poderiam arranjá-lo para instalações sanitárias e água canalizada.



Greve desconvocada

Administração da UNICER obrigada a recuar em despedimento colectivo

Rui Pereira

unicer_72dpi.jpgA administração da UNICER recuou na sua intenção de despedimento colectivo de 18 trabalhadores, perante a ameaça de uma greve na empresa marcada para quarta-feira, 19 de Dezembro. Os trabalhadores previam ainda manifestar-se em Lisboa, defronte da embaixada da Dinamarca, de onde provém a Carlsberg, um dos accionistas maioritários da cervejeira. Ler o resto do artigo »



Fiães

Trabalhadores reclamam direitos frente à casa do patrão

A empresa foi encerrada em Junho sem pagar indemnizações

MV / Terras da Feira

fiaes_72dpi.jpgSegundo noticia o jornal Terras da Feira, na edição de dia 17, os trabalhadores da corticeira “Moisés Alves de Sousa & Filhos”, de Fiães, concentraram-se na sexta-feira, dia 14, em frente da casa do patrão reclamando o pagamento de indemnizações pelo encerramento da empresa. A corticeira foi fechada em Junho sem que a situação dos trabalhadores ficasse resolvida, apesar das promessas do patrão de que tenciona pagar as indemnizações. Ler o resto do artigo »



Querem fechar o Grémio Lisbonense

É a segunda mais antiga colectividade do país

JMB / Os Amigos do Grémio

gremiolisbonense_72dpi.jpgA segunda mais antiga colectividade do país, fundada em 1842 e situada em pleno Rossio, no coração da baixa pombalina de Lisboa, está há algum tempo ameaçada por interesses privados – diz-se que os Pestanas querem lá instalar mais um hotel. Agora recebeu a última ordem de despejo. Não valeram de nada os recursos. E de nada valeram – até agora – os apelos à Câmara Municipal, às forças políticas parlamentares ou ao Ministério da Cultura, em geral mais sensíveis aos negócios privados do que à vida associativa. Ler o resto do artigo »



O "processo dos 25" chega ao fim em Génova

Um total de 110 anos de prisão para 24 activistas

Entretanto, o polícia que assassinou Carlo Giuliani foi absolvido

(adaptado de midiaindependente.org e supportolegale.org)

genova.jpgNa passada sexta-feira, 14 de Dezembro, foi encerrado o “processo dos 25″ em que vinte cinco pessoas foram acusadas de “devastação e saqueio” nos protestos ocorridos em 2001 durante a reunião do G8, em Génova, Itália. Durante os protestos, que juntaram na cidade italiana 300 mil pessoas idas de todo o mundo – uma impressionante e inédita manifestação de internacionalismo contra o grupo das potências capitalistas dominantes – um jovem, Carlo Giuliani, foi abatido pela polícia à queima-roupa.
Um mês antes da sentença agora lida, 80 mil manifestantes vieram à rua reivindicar a autoria dos protestos de Génova. Não obstante, o resultado foi apenas um activista inocentado, enquanto os demais foram condenados a penas de cadeia que somam 110 anos (variando entre cinco meses e onze anos). Ler o resto do artigo »



Criminoso sionista corrido de Paris

JMB (segundo informações de Génération Palestine)

palestinamanifparis11dez07.jpgNa terça-feira de manhã, dia 11, um grupo de militantes pró-Palestina conseguiu anular um colóquio na “Casa da Barra” em Paris onde iriam participar o ex-primeiro-ministro israelita de extrema-direita Benyamin Netanyahu e o criminoso de guerra sionista Moshé Yaalon, a convite das associações França-Israel e Advogados Sem Fronteiras.
O colectivo de jovens Génération Palestine emitiu um comunicado em que, acerca de Yaalon, afirma que “este ex-chefe do Estado-Maior do exército israelita é alvo de diversas queixas-crime nos Estados Unidos, no Reino Unido e na Nova Zelândia para responder pelos crimes de guerra das forças de ocupação israelitas na Palestina. Neste Dia Internacional dos Direitos do Homem seria intolerável uma tal reunião. Ler o resto do artigo »



Grandes grupos económicos preparam-se para controlar Medicina

Novo regime jurídico do ensino superior incentiva privatização das faculdades

Cândido Guedes

Em comunicado divulgado em 13 de Dezembro, o SALTA (Saúde, Alternativa e Acção) alerta para o processo já em curso de privatização da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.
O novo regime jurídico do Ensino Superior permite – incentiva mesmo – a transformação das faculdades em “fundações públicas de direito privado”. Nestas “fundações”, o poder de gestão e orientação pedagógica, na prática, passará para as mãos de “personalidades de reconhecido mérito” – leia-se, representantes directos ou gente da confiança dos grandes grupos económicos. Em Lisboa, esse processo está a ser encabeçado por Medicina e pelo Instituto Superior Técnico, que são as componentes mais fortes das duas universidades públicas, a Clássica e a Técnica. Ler o resto do artigo »



Anjal: fábrica encerrada

Após terem suportado três meses de salários em atraso, 50 trabalhadoras da Anjal, fábrica de confecções de Mangualde, fizeram, no dia 14, um pré-aviso de greve a levar a cabo na próxima semana. Ao chegarem ao trabalho na manhã seguinte, já lá encontraram a GNR (como sempre ao lado dos patrões) e um aviso colado na porta declarando a fábrica encerrada. Assim vai a democracia em Portugal.



CTTExpresso em greve

Nos dias 21 e 24 deste mês, os trabalhadores da CTTExpresso, a empresa de correio urgente dos CTT, vão fazer greve, segundo notícia divulgada pelo Sindetelco. As razões da greve estão na falta de cumprimento por parte da empresa das garantias que deu no final de 2006 de encetar negociações sobre um projecto de carreiras.



Rescaldo da cimeira Europa-África

O êxito político foi curto, mas os negócios prosperam

M. Raposo

africa1_72dpi.jpgDepois de assentar a poeira das discursatas de Sócrates e de Durão Barroso sobre os êxitos da cimeira União Europeia-África e sobre o horizonte radioso que sugerem para as relações entre os dois continentes, verifica-se que nem tudo correu pelo melhor para a UE; e confirma-se que o principal desiderato são os negócios firmados. O resto é pompa. Ler o resto do artigo »



O democrata

Interpelado ontem, dia 13, no final da cerimónia de assinatura do Tratado Europeu, sobre a forma como o documento deve ser ratificado – no parlamento ou em referendo – Mário Soares afirmou à RTP que “o referendo é dispensável” e acrescentou mesmo que “querer o referendo é bombardear o tratado”. Este medo de que o referendo seja uma “bomba” apenas confirma que o acordo cozinhado entre as cúpulas europeias não merece a confiança dos povos.



“Juventude em marcha”

O filme “Juventude em Marcha”, o terceiro filme de Pedro Costa centrado na comunidade cabo-verdiana no antigo bairro das Fontaínhas, na Amadora, foi considerado pela associação de críticos de cinema de Los Angeles como o melhor filme independente que estreou este ano nos Estados Unidos.



Camionistas bloqueiam Itália

O governo italiano (centro-esquerda) declarou ilegal a greve dos camionistas que decorre de 10 a 14 deste mês e decretou a requisição civil e a desocupação das estradas. Mas os camionistas já disseram que não vão obedecer e que as medidas do governo são ilegais. Não só o tráfego nas estradas está gravemente afectado por milhares de camiões parados, como a distribuição de combustíveis vai rareando porque grande parte deles são camiões-cisterna. Os camionistas mantêm-se firmes e disseram não se deixarem assustar por ameaças de intervenção policial.



Os aristocratas das profissões liberais e a malta a recibo verde

Urbano de Campos

Da troca de insultos entre o ex-bastonário da Ordem dos Advogados J. M. Júdice e os que lhe sucederam, o argumento mais interessante foi o que Júdice lançou contra o bastonário recém eleito. Disse ele que Marinho Pinto é um “sindicalista”, com isso significando que não é homem para o lugar. Ler o resto do artigo »



Africom

Mais um dado para se avaliar a corrida à África desencadeada pelas potências imperialistas. Uma semana antes da cimeira de Lisboa, o comandante da Africom, uma espécie de Nato para a África organizada pelos EUA, foi recebido em Luanda pelo presidente angolano José Eduardo dos Santos. A pretexto da “estabilidade e segurança” da África, os norte-americanos instalaram já este dispositivo militar em Angola, no Gabão e em S. Tomé. Não só Angola e S. Tomé, como a Nigéria e boa parte do golfo da Guiné possuem consideráveis reservas de petróleo que abastecem os EUA.



Greve na REFER

Os trabalhadores da REFER iniciaram hoje, dia 10, uma greve parcial que vai durar até dia 14. As paralisações serão de duas horas por turno: das 0 às 2 horas, das 8 às 10 e das 16 às 18. Os trabalhadores da Rede Ferroviária reclamam instalações sociais, uma vez que têm sido obrigados pela empresa a mudar de local de trabalho, por vezes para centenas de quilómetros afastados da residência. A administração tem forçado os trabalhadores a aceitarem as deslocações sob a ameaça de perderem o emprego, e mesmo assim não garante que todos os postos de trabalho sejam mantidos.



PT quer despedir 600

O presidente da PT, Henrique Granadeiro, com o ar mais lamentoso que conseguiu afivelar, informou que no próximo ano terão de ser despedidos 600 trabalhadores da empresa. O ministro das Obras Públicas, apanhado de surpresa, tentou desdramatizar o caso. Mas, apertado pelos jornalistas com as declarações peremptórias de Granadeiro, acabou por reconhecer que não tinha sido avisado e que iria ter uma conversa para esclarecer o assunto. Esperemos então que o senhor ministro seja esclarecido e prestemos atenção ao que vai fazer a seguir.



Mais desemprego, diz o governo

Pedro Goulart

desemprego8_72dpi.jpgÉ o próprio governo a prever um aumento do desemprego até 2010 nos novos dados a enviar a Bruxelas ainda esta semana. Segundo eles, haverá nessa data um acréscimo de 9% em relação à taxa de desemprego projectada o ano passado.

No número zero do MV, em Abril, chegávamos a uma taxa real de desemprego acima de 10%, isto é, cerca de 560 mil pessoas desempregadas, incluindo aqui os habitualmente considerados como desempregados, os inactivos disponíveis, os desencorajados de procurar o primeiro emprego e os que trabalham menos de 15 horas por semana. Ler o resto do artigo »



O Irão decidiu deixar de vender petróleo em dólares

M. Raposo

notadedolar.jpgO Irão decidiu deixar de vender o seu petróleo a troco de dólares norte-americanos, passando a transaccioná-lo por outras divisas – anunciou o ministro iraniano Davoud Danesh-Jafari.
O dólar dos EUA é ainda a principal moeda para as transacções internacionais de petróleo – hegemonia essa mantida cada vez mais à custa do poderio militar. Mas a continuada quebra de valor que tem sofrido face ao euro (e mesmo em relação a outras moedas, como a chinesa, a japonesa ou a russa) faz com que os países exportadores de petróleo que recebem pagamentos em dólares percam dinheiro. Ler o resto do artigo »



Acordo Irão-China

Irão assinou com a empresa petrolífera chinesa Sinopec um contrato no valor de 2 mil milhões de dólares (cerca de 1500 milhões de euros) para desenvolvimento do campo patrolífero de Yadaravan, com uma capacidade de 3,2 mil milhões de barris (44 vezes a actual produção diária mundial). O Irão aproveita assim a concorrência entre as potências mundiais para defender o melhor que pode os seus interesses e, sobretudo, aliviar a pressão exercida pelos EUA.



Tanta pobreza

Segundo a Lusa e a Agência Ecclesia, uma delegação do Bloco de Esquerda avistou-se, a 4 de Dezembro, com o bispo do Porto, D. Manuel Clemente, para lhe transmitir a sua “apreensão face à pobreza no distrito”. A notícia está no facto de o dirigente nacional do BE João Teixeira Lopes ter dado especial destaque à declaração do bispo de que aquela preocupação é “uma frente comum”.



Democracia suíça

Uma parada militar em Lugano (Suíça) foi perturbada, há duas semanas, pelo grupo Exército de Palhaços que assim exprimia o seu antimilitarismo e o descontentamento pela série de exibições bélicas que vieram perturbar a vida da população. Quando se infiltraram no desfile da tropa, os palhaços vestidos de militares provocaram tanto riso na população como fúria nas forças repressivas. Onze deles foram presos. Também não escaparam os habitantes, incluindo velhos e crianças, que se manifestaram em frente da esquadra a favor dos “palhaços de guerra”: a polícia carregou sobre eles com matracas e gases urticantes, prendendo 5 e ferindo 10. Isto no preciso momento em que as Forças Armadas celebravam a sua eficiência como esteio da democracia suíça.



Repressão sobre os imigrantes na Coreia do Sul

Indymedia (adaptação)

coreiasul.jpgEm 27 de Novembro, três funcionários do Sindicato dos Migrantes da Coreia do Sul (SMCS) foram presos à saída de casa ou do emprego. A direcção do SMCS tem sido um alvo preferencial da intensificação geral da repressão do governo sobre os imigrantes indocumentados naquele país. Desde Agosto, cerca de 20 membros e funcionários foram detidos pelas autoridades. Reside na Coreia do Sul cerca de 1 milhão de estrangeiros, calculando-se que 230.000 deles sejam trabalhadores sem documentos. Atraídos pelo “sonho coreano”, o número de trabalhadores imigrantes na Coreia do Sul não pára de crescer. Como a política de imigração tem sido incapaz de encontrar soluções legais, o governo resolveu recorrer à brutalidade das detenções e das deportações. Ler o resto do artigo »



Sobranceria da União Europeia na cimeira com África

O que conta é abrir caminho aos interesses do capital europeu

M. Raposo

Como a hostilidade grosseira do ministro Luís Amado contra Robert Mugabe não chegou para afastar o presidente do Zimbabué da cimeira UE-África, a dra Ana Gomes (PS) chegou-se à frente com declarações mais bombásticas. Segundo ela, bom número de dirigentes africanos não deveriam estar na cimeira mas sim na prisão, por despotismo e violação de direitos humanos.
O concerto a duas vozes do governo português e dos seus roncadores é patente nestes episódios e reflecte a cínica e sobranceira posição da UE nas suas relações com a África. Ler o resto do artigo »



Com o apoio dos metalúrgicos estadunidenses

Mineiros mexicanos entram no quinto mês seguido de greve

Indymedia (adaptação)

mineirosmexicanosgrevecananea.jpgEstão em greve há cinco meses os 1.200 operários da Mina de Cobre de Cananea (Sonora, México), a maior mina de cobre do México e uma das maiores do mundo. O Sindicato dos Trabalhadores das Minas e da Metalurgia, que os representa, reivindica o respeito pelas condições de saúde e de segurança na mina. Cananea tem um longa história de lutas laborais, entre as quais se destacam a greve de 1906 que contribuiu para desencadear a Revolução Mexicana e uma greve muito dura em 1999 que terminou com a derrota dos trabalhadores. A maior parte do cobre extraído na mina é exportado para os Estados Unidos, onde é utilizado na indústria de equipamentos electrónicos. Ler o resto do artigo »



Armas de urânio na agenda da ONU

A Assembleia Geral das Nações Unidas adoptou ontem (ver nosso artigo com apelo do Tribunal-Iraque) uma resolução que exprime preocupação com os “efeitos do uso de armas e munições com urânio empobrecido” e decide incluir o tema na sua agenda de 2008. A resolução foi aprovada por 136 votos, contra 5 (EUA, Israel, Reino Unido, Holanda e República Checa) e 36 abstenções, entre estas a de Portugal. A França, que antes votara contra, não participou na votação. O governo de Sócrates ignorou, assim, as posições dos portugueses que lhe exigiam a modificação do sentido de voto. (Ver www.banthepleteduranium.org Texto da resolução: http://www.un.org)



Sevilha: centro social resiste ao despejo

Cândido Guedes

casasviejasmanif_72dpi.jpgNo bairro sevilhano de Pumarejo, às 8 da manhã de 29 de Novembro, jovens activistas ofereceram resistência não violenta à força policial enviada pelas autoridades para desalojar o Centro Social “Casas Viejas”, instalado numa antiga fábrica que há cinco anos fora por eles ocupada e recuperada para actividades sociais, de luta e culturais. Ler o resto do artigo »



EDITORIAL

Democrática ditadura

Em entrevista publicada – significativamente, a 25 de Novembro – no Diário de Notícias, Mário Soares faz rasgado elogio à política “determinada” e “corajosa” de Sócrates, e aconselha-o – “agora” – a “dialogar com o mundo do trabalho”. Ao mesmo tempo, declarando-se “chocado” com o modo “como as desigualdades sociais se agravam nos últimos tempos”, Soares diz que “tem de se lutar contra isso”.
Não faz mais do que transmitir ao jovem Sócrates a receita de um velho oportunista, mestre da arte de governar à direita piscando o olho à esquerda. Ler o resto do artigo »



Actualidade do internacionalismo

Não há uma Europa, há duas

Em contraste com as solenidades e os rituais políticos dos governantes, a Europa dos trabalhadores e dos povos está em efervescência, numa sucessão de greves, manifestações, ocupações e revoltas.
Em Itália grita-se “não a um governo berlusconista sem Berlusconi”. Em França, Sarkozy encontra uma firme oposição popular às suas “reformas”. Estudantes universitários e secundários ocupam centenas de escolas e universidades em França, Grécia e Itália. Ferroviários alemães exigem consideráveis aumentos de salário e paralisaram a economia do país durante vários dias. A juventude pobre e marginalizada dos subúrbios de Paris – para onde são segregadas as famílias de origem imigrante, discriminadas, subempregadas e diariamente agredidas pela polícia – reage violentamente à morte de dois jovens durante confrontos com a polícia. Em Portugal, a greve geral da Função Pública, a 30 de Novembro, segue-se à grande manifestação de 18 de Outubro. Ler o resto do artigo »



A velha toupeira

João Bernardo

toupeira_72dp.jpgA propósito do «pauzinho na engrenagem», de que falava o desenho de Manuel da Palma no nº 2 do Mudar de Vida, lembrei-me de que sabotagem provém de uma palavra francesa, sabot, que significa tamanco. Era o calçado dos operários no começo do capitalismo, isto se tinham alguma coisa para pôr no pé, e como os tamancos eram de madeira e as engrenagens daquela época não eram muito fortes, quando o tamanco caía, a máquina parava, e o trabalhador ganhava assim algum tempo, sobre o tempo de trabalho que tinha de vender ao patrão. Ler o resto do artigo »



Afeganistão

Imperialismo devolve afegãos aos talibãs

José Mário Branco

afeganistaoguerrilheiro_72dp.jpgUm relatório do Senlis Council (um centro de estudos pró-ocidental que integra a Rede de Fundações Europeias) revela que os talibãs já contam com presença permanente em 54% do território do Afeganistão, exercendo um significativo controlo psicológico e ganhando cada vez mais legitimidade aos olhos dos afegãos. A questão já não é se chegarão a Cabul, mas “quando e de que forma”. Ler o resto do artigo »



Paris: morte de dois jovens voltou a incendiar os subúrbios

Renato Teixeira

francamanifnov072_72dpi.jpgOs subúrbios de Paris voltaram a insurgir-se no mês passado contra a violência policial.
Em causa, a morte de dois adolescentes de 15 e 16 anos num choque com um carro-patrulha. As circunstâncias do acidente foram a tal ponto duvidosas que obrigaram a Inspecção-Geral da Polícia a levantar um inquérito aos acontecimentos. Ler o resto do artigo »



Maquinistas alemães: uma greve sectorial que paralisou o país

Cândido Guedes

grevecfalemanha.jpgEm luta desde Março passado, os maquinistas dos caminhos de ferro alemães fizeram no mês de Novembro a mais longa e participada greve da sua história, paralisando o tráfego de passageiros em todo o leste do país, a actividade portuária e a quase totalidade do tráfego de mercadorias – fundamental para as indústrias, sobretudo automóvel e química, cuja laboração foi seriamente afectada. Ler o resto do artigo »



Valorsul

Apoio popular foi decisivo para uma luta que durou oito dias

valorsulgnr3_72dpi.JPGDepois de uma greve de três dias em Setembro, foram desta vez oito dias seguidos de luta, de 13 a 20 de Novembro. Enfrentando a chantagem da administração da empresa – que só queria discutir aumentos salariais a troco da alteração de cláusulas do acordo de empresa que implicavam com as horas extra – os trabalhadores da Valorsul exigiam um aumento salarial de 3,7% sem redução dos períodos de descanso entre turnos. Ler o resto do artigo »



De cócoras

Pedro Goulart

bushsocrates.jpgO embaixador dos EUA, Alfred Hoffman, disse o que lhe apeteceu contra os acordos da GALP com a Venezuela e a redução do contingente militar português no Afeganistão, sem que o governo português esboçasse qualquer réplica. Mais: perante o voto de repúdio do BE por tais afirmações, os deputados do PS, PSD e CDS chumbaram-no, dizendo que as declarações do empresário e financiador de Bush “não podiam pôr em causa as relações de amizade entre Portugal e os EUA”.Outra coisa não seria de esperar, sabendo-se da subserviência que os leva a apoiar sem condições os EUA, nomeadamente as suas guerras de agressão. Ler o resto do artigo »



Morte de soldado português no Afeganistão

Governantes e PR recuperam a retórica patrioteira dos tempos da guerra colonial

M. Raposo

Um soldado português morreu no Afeganistão a 23 de Novembro vítima de acidente com o blindado em que viajava, com outros soldados, durante uma patrulha noturna. O ministro da Defesa, Severiano Teixeira, procurou engrandecer o acontecimento dizendo que a morte se tinha dado “ao serviço da pátria”. O mesmo fez Cavaco Silva afirmando que Sérgio Pedrosa “perdeu a vida ao serviço de Portugal”. Esta encenação em torno do “dever de servir” não ficaria completa se o primeiro ministro Sócrates não tivesse feito a visita ritual à família, a quem apresentou as condolências da praxe com ar compungido. Ler o resto do artigo »