Arquivo de Novembro 2007

A naqba fez 60 anos

Em 29 de Novembro de 1947, a Assembleia Geral das Nações Unidas aprovava – por 33 votos contra 13 e 10 abstenções – a Resolução 181, plano de partilha da Palestina, então sob mandato britânico. O plano previa a criação de um Estado judaico, de um Estado Árabe e de um enclave internacional em torno da cidade de Jerusalém. Esse dia ficou conhecido, para os habitantes judeus da região, como yishuv (o alívio); para os árabes é a naqba (a catástrofe). (NouvelObs.com)



Contra a utilização de urânio em armas e munições

Apelo do Tribunal-Iraque para pressionar o governo português por email, até 4 de Dezembro

duiraque_72dpi.jpgO Tribunal-Iraque acaba de divulgar um apelo para que os cidadãos portugueses pressionem o governo (por emails depositados no portal do governo) para que mude o sentido do voto de Portugal de “abstenção” para “a favor” na votação final de uma resolução das Nações Unidas relativa ao banimento das armas e munições com urânio empobrecido. Dizendo que “a guerra nuclear já começou”, o apelo do TMI-AP exorta a população a “agir contra a utilização de urânio em armas e munições”. Transcrevemos na íntegra o texto do apelo. Ler o resto do artigo »



Vietname: Nike em greve

Os 10 mil trabalhadores da fábrica de sapatos Tae Kwang Vina, que produz exlusivamente para a Nike, perto da cidade de Ho Chi Min (antiga Saigão), estão desde terça-feira em greve pelo direito a férias pagas e por melhor alimentação na cantina. É o segundo grande protesto do ano contra a multinacional no continente asiático, depois de esta ter tentado despedir 14 mil trabalhadores na sua fábrica de Jacarta (Indonésia), em Julho, e de ter sido obrigada a recuar pela oposição dos trabalhadores. “Não sabemos quando voltamos ao trabalho”, afirmou um dos dirigentes sindicais da fábrica vietnamita. A indústria do calçado é a terceira mais importante do Vietname, a seguir ao petróleo e aos têxteis.



Tapem-lhes a boca

As declarações do inspector-geral da Administração Interna (ver em baixo “Quando são eles a dizer”) incomodaram os adeptos do Estado musculado. Clemente Lima confirmou o que já se sabe: a polícia faz muita “exibição da pistola”. Os protestos mais curiosos foram os do presidente do PSD, que criticou o governo por “não ter mão” nos funcionários. Os factos denunciados pelo magistrado não merecem a atenção de Menezes, nem sequer para os tentar desmentir. Menezes ataca o governo por não tapar a boca aos funcionários do Estado por si nomeados. Veja-se, por este exemplo, o significado dos pactos que, sob a capa do interesse do Estado, estão a ser negociados entre PS e PSD para a justiça, a lei eleitoral, as obras públicas e o mais que se verá.



Juan Carlos: O dedo viril do império

Rui Pereira

juancarlosdedo_72dpi.jpgExiste no Estado espanhol um verbo próprio para designar as acções menos conhecidas no exterior do rei Juan Carlos de Bourbon, o verbo: “borbonear”. Quando o monarca espanhol, indigitado para o trono por Franco no princípio dos anos 70, espetou o dedo em direcção a Hugo Chavez, pretendendo com o gesto, silenciar um chefe de Estado, o mundo pôde assistir à conjugação pelo próprio do verbo a que deu nome.
Este não é, porém, o primeiro dedo espetado de Juan Carlos. Na foto ao lado, o rei, de visita ao País Basco, a 25 de Junho de 2004, enfrenta de médio virilmente erecto uma manifestação independentista em Vitória, contestando a sua presença. O pouco nobre instantâneo foi escrupulosamente censurado na grande imprensa e nas televisões espanholas e do mundo. Ler o resto do artigo »



Nem a morte escapa

O primeiro canal funerário do mundo, a estrear em 2008 na televisão alemã, emitirá obituários e homenagens dos familiares aos falecidos, por uma quantia que pode ir até aos dois mil euros. O seu criador justifica a iniciativa pela necessidade de “as televisões diversificarem os produtos” e lembra que o mercado funerário “está por explorar”.
Também “para combater o monopólio da necrologia nos jornais”, o canal português Porto Canal já lançou uma rubrica com anúncios de óbitos e mensagens aos falecidos.



Há um certo fascismo no espírito do tempo

As dificuldades da luta de classes no Brasil

Paulo Marques (*)

brasilgreve_72dpi.jpgA luta dos trabalhadores no Brasil depara com grandes dificuldades.
Em primeiro lugar, as esquerdas não conseguem se unificar de forma eficaz. Tentam fazê-lo de cima para baixo, a partir de programas ideológicos e não de programas práticos. Isto gera grande sectarismo: temos dezenas de pequenas seitas, cada uma com a sua Internacional e programa revolucionário, mas sem inserção social. Outros setores, os da CONLUTAS e INTERSINDICAL, mais amplos e populares, se organizam junto aos movimentos de Sem-Terra e Sem-teto, em lutas mais práticas. A unidade, quando construída pela base de acordo comum, é mais efetiva. Ler o resto do artigo »



Fechar prisões para construir escolas

2387 crianças em prisão perpétua nos EUA

Rita Moura

euaprisao_72dpi.jpgDescobrir que uma criança pode ser condenada a prisão perpétua é arrepiante. Só dois países no mundo o fazem – os EUA, que tem 2387 crianças presas nestas condições, e Israel, com 7. Nalguns estados norte-americanos a condenação pode ser aplicada a crianças com apenas 8 anos de idade. Ler o resto do artigo »



Entre a Hamasland e a Fatahland quem perde é o povo palestiniano

A esquerda palestiniana num momento histórico da sua existência: unificar fileiras para constituir a alternativa de que o povo precisa

Hamdan Aldamiri, militante palestiniano

palestina4_72dpi.jpgDia a dia sucedem-se os acontecimentos trágicos. No passado 13 de Novembro, em Gaza, deu-se uma viragem nas relações interpalestinianas e nomeadamente entre os dois grandes movimentos: a Fatah e o Hamas.
Sete mortos, 120 feridos e 400 presos são o resultado da intervenção das milícias armadas do Hamas contra os palestinianos que se deslocaram para comemorar o terceiro aniversário da morte do seu líder histórico, Yasser Arafat. Ler o resto do artigo »



39 mulheres mortas por violência doméstica no ano passado

Dia internacional para a eliminação da violência contra as mulheres denuncia injustiças e desigualdades

M. Raposo

violenciamulheres_72dpi.jpgTrinta e nove mulheres morreram em Portugal no ano passado vítimas de violência doméstica. Entre Novembro de 2005 e Novembro de 2006 foram registadas 43 tentativas de homicídio de mulheres em âmbito familiar. Em todo o ano de 2006 houve 15 mil queixas de violência. E sabe-se que os maus tratos são, por regra, continuados e a sua denúncia só ocorre, em média, ao fim de dez anos de sofrimento em silêncio. Ler o resto do artigo »



Novas provas ilibam Mumia Abu-Jamal

Há 25 anos no corredor da morte, vítima de uma condenação forjada, o antigo membro dos Panteras Negras reclama novo julgamento

CMAJ-Colectivo de Solidariedade Mumia Abu-Jamal

mumia1.jpgA 17 de Maio deste ano, teve lugar no Tribunal de Recurso de Filadélfia (EUA) uma audiência do julgamento do jornalista norte-americano Mumia Abu-Jamal. Os juízes ouviram os argumentos dos dois lados e estão agora a decidir se o julgamento de 1982 foi justo ou não. Caso não seja anulado e reconhecido o direito a novo julgamento, Mumia pode ser imediatamente executado.
Mumia é um revolucionário negro, antigo membro do Partido dos Panteras Negras, que há mais de 25 anos está no Corredor da Morte, depois de ter sido acusado de forma fraudulenta da morte de um polícia. Ler o resto do artigo »



Quando são eles a dizer

Clemente Lima, magistrado, inspector-geral da Administração Interna, afirma em entrevista ao Expresso que nem a GNR, nem a PSP têm formação suficiente em matérias de direitos fundamentais dos cidadãos. Diz ser “inadmissível a polícia ir a um sindicato pedir informações sobre uma manifestação”, como aconteceu na Covilhã. Ou, ainda, que “não podemos ter como resultado de uma infracção de trânsito a pena de morte”, em referência a uma perseguição policial ocorrida no Porto, em 2006, em que um condutor acabou morto a tiro. Quem faz o alerta não é um “perigoso esquerdista”, é um homem do aparelho de Estado – apenas falando com desassombro.



RTP à mercê da concorrência

O novo presidente da RTP, Guilherme Costa, foi presidente do ICEP, da Gescartão e da Portucel-Viana; foi membro dos conselhos de administração da Sonae-Indústria, da Portucel e da Soporcel; é administrador não executivo da Impresa (de Balsemão); é membro dos órgãos de fiscalização das empresas do grupo Sonae (de Belmiro). Balsemão disse à Lusa que tem “uma excelente opinião sobre a competência e a independência” de Guilherme Costa. Competência talvez; o grande capital sabe escolher os seus gestores. Mas “independência”? de quem? A RTP-RDP, o mais poderoso grupo de comunicação social português, suportado com dinheiros públicos, fica mais abertamente à mercê do capital privado e da concorrência. É a transparência de Sócrates, do seu ministro Santos Silva e do PS.



Des-universalizar a universidade pública

Isabel Casado

Bem dizia a canção! Coimbra dos doutores… Sou estudante finalista e desde o plano denominado U3M, Universidade do Terceiro Milénio, que tomei posição contra as reformas no Ensino Superior. A minha luta começou em França, em 1995, data em que esse plano começou a emergir dando nascimento ao Acordo de Bolonha, ponto máximo da afirmação da privatização do ensino. Ler o resto do artigo »



“Enganaram-me”…

Durão Barroso, revelou que as informações sobre as armas de destruição em massa no Iraque “não corresponderam à verdade”. Deveria ser objecto, pelo menos, de uma audição parlamentar para se saber com rigor como e quem o enganou. Se foi a Administração Bush, ou outra fonte qualquer, deveriam ser tiradas consequências à altura da gravidade dos factos, visto que fazemos parte de uma aliança militar com os EUA: a Nato. Fosse Portugal um país sério e o Presidente da República, o Primeiro-Ministro e o Parlamento não admitiriam com passividade que o país tenha sido enganado ao mais alto nível sem extrair quaisquer conclusões. (RCS, Klepsýdra, adaptado)



A Europa moderniza-se

Até ao século XIX existiu – sobretudo nos conventos de alguns países católicos – a “Roda dos Enjeitados”. As crianças eram “depositadas”, anonimamente, numa espécie de prateleiras rotativas abertas para a rua, que, girando, permitiam recolhê-las no interior dos conventos. Agora é uma ‘gaveta de bebés’ – a “Roda” do séc. XXI. Uma associação de apoio a mães em dificuldade em Antuérpia, na Bélgica, tem um sistema que permite o abandono anónimo e em segurança num cubículo instalado num edifício de um bairro popular: um espaço com um metro de comprimento e meio metro de altura, aquecido e equipado com colchões, cuja porta dá para a rua. Uma vez fechada, a porta fica bloqueada e o bebé não pode ser recuperado senão pelo interior do edifício. O método está em prática também na Itália, Alemanha, Áustria e Suiça.



Puritanismo e negócio

A Southwest Airlines, transportadora aérea dos EUA, proibiu uma rapariga de 23 anos de entrar num voo por usar uma saia muito reduzida. Mas, pouco tempo depois, usou a imagem da jovem, sem a sua autorização, numa campanha que publicitava minissaias.



Porto

Greve dos trabalhadores dos STCP paralisa transportes

Teve início à zero horas de hoje, dia 21, uma greve dos trabalhadores da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto (STCP) que durará até às 2 horas de amanhã. Segundo informações fornecidas pelo Sindicato Nacional dos Motoristas, a adesão inicial foi de 40%, pelo facto de a paralisação afectar apenas as duas últimas horas de cada turno de trabalho. Calcula-se que os efeitos da greve se farão sentir mais pelo final da tarde de hoje, disse um sindicalista, por ser cerca das 17 horas que termina o maior número de turnos. Ler o resto do artigo »



Valorsul: passos de uma luta, 18-19 de Novembro

“Nós a dialogar e eles a bater”

valorsulnoite18nov_72dpi.jpg“Precisamos da solidariedade de todos. Venham apoiar os trabalhadores da Valorsul!” É este o apelo transmitido ao MV hoje ao fim da manhã. David Costa, delegado sindical da empresa, contou-nos como a força de choque da GNR atacou o piquete de greve presente no aterro sanitário de Mato da Cruz no preciso momento em que uma delegação dos trabalhadores se encontrava no gabinete do primeiro-ministro Sócrates a exigir negociações com a administração: “Nós a dialogar, e eles a bater!”. A Valorsul é uma empresa comparticipada pelos 4 municípios que utilizam os seus serviços: Lisboa [PS-BE], Vila Franca de Xira [PS], Loures [PS] (que inclui o serviço de Odivelas [PS]) e Amadora [PS]. Ler o resto do artigo »



A luta dos estudantes em França

Aproveitar as fronteiras abertas para unir forças

Pedro Fidalgo (*)

francaestudantes1_72dpi.jpgAs rápidas informações que se seguem são apenas um resumo dos últimos movimentos estudantis em França. São um retrato rápido (que o tempo não deu para mais) do movimento contra as políticas de Sarkozy. Dado os média franceses (televisões, rádios, jornais e revistas) estarem na quase totalidade em colaboração com o governo de Sarkozy e tentarem dividir a opinião pública, distorcendo o contexto da luta dos estudantes, sinto-me no dever de fazer chegar aos estudantes e jornalistas portugueses algumas informações mais específicas dos acontecimentos. Ler o resto do artigo »



Ideia enraizada

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Amaral Thomaz, revelou um verdadeiro segredo de Polichinelo: as grandes empresas portuguesas estão envolvidas nas fraudes fiscais, contrariando a “ideia enraizada” de que “as grandes empresas não cometem fraudes”, disse o membro do governo. Mas em que cabeças é que essa ideia está enraizada, senhor secretário de Estado?



Epidemia de suicídios

Durante 2005, suicidaram-se pelo menos 6256 veteranos de guerra das forças armadas dos EUA – 120 por semana, 17 por dia. É uma “epidemia”, diz a cadeia de televisão CBS, que realizou a investigação. A maioria tinha entre 20 e 24 anos de idade e fizera missões de combate “antiterrorista” no Afeganistão e no Iraque. Este “efeito colateral” não pode deixar de ser visto como mais um aspecto da derrota imposta ao imperialismo norte-americano pelas resistências iraquiana e afegã.



Valorsul: passos de uma luta, 16-17 de Novembro

Com apoio de populares, piquete neutraliza GNR e impede entrada do lixo

valorsulpoliciavspiquete.jpgO MV tem estado a acompanhar a luta dos operários da Valorsul, cujo foco principal se passou a centrar no aterro sanitário do Mato da Cruz, perto de Bucelas. Quando chegámos, cerca das 22h, fomos informados de que a GNR, às 20h, dispersara o piquete e abrira caminho à entrada dos camiões. Todavia, às 22h30, o piquete – agora reforçado com o apoio de muitas dezenas de populares – conseguiu interromper a entrada de camiões, que foram formando uma longa fila na estrada. Tudo isto sob a vigilância de uma dúzia de GNRs e com a presença continuada de uma equipa de reportagem da SIC, que fez dois “directos” com entrevistas ao delegado sindical David Costa. Três camiões, à vez, deram meia volta e foram-se embora sob aplausos. Ler o resto do artigo »



Fora-da-lei

Depois de, há meses, ter declarado o aborto “como algo negativo” – já depois de legalizada a interrupção voluntária da gravidez – o bastonário da Ordem dos Médicos insiste em encabeçar a resistência à aplicação da lei, desta vez recusando adequar o código deontológico dos médicos à nova situação legal. Brandindo a independência da Ordem em relação ao governo, o dr Pedro Nunes não faz mais do que pôr os credos individuais de certos médicos acima de uma lei com evidentes repercussões sociais.



Matar impunemente

No primeiro semestre deste ano, foram registadas no Brasil 694 execuções “extrajudiciais”, isto é, assassinatos cometidos pela polícia, disse em Brasília um relator da ONU encarregado do assunto. Philip Alston acusou a polícia de “matar impunemente em nome da segurança” e ainda de “entrar na corrupção e formar grupos de extermínio e milícias”. Em Junho, numa operação com 1300 polícias, foram mortas 19 pessoas numa favela do Rio de Janeiro.



Rumo à “paz real”

Mahmud Abbas, presidente da Autoridade Nacional Palestiniana, apelou no dia 15 ao derrube do governo do Hamas, acusando-o de ser “uma cambada” e de ter tomado o poder pela força em Gaza. A verdade é outra: o Hamas ganhou as eleições por maioria absoluta e constituiu um governo legítimo; foi boicotado por Israel, EUA e UE que forneceram armas e dinheiro a Abbas e à Fatah para fazerem um golpe de estado; como o golpe só teve êxito na Cisjordânia, Abbas quer agora desalojar o Hamas de Gaza. Conta com os mesmos apoios externos e isso define a sua concepção de independência para a Palestina. “Paz real” com Israel, chama-lhe Abbas.



Nandufe, Tondela

Patrão fecha a MECOIN com cinco meses de salários em atraso

Trabalhadores protegem património da empresa

mecointondela72dpi.jpgOs trabalhadores da fábrica Mecoin, na freguesia de Nandufe (Tondela, Beira Alta), estão em luta. A administração encerrou a empresa na terça-feira, dia 6, deixando os 40 operários com cinco meses e meio de salários em atraso. A Mecoin é uma metalúrgica de componentes para automóveis, o que – como o MV comentou há dias, em “Despedimento colectivo redobra” – “contraria a ideia de que são os sectores de menor qualificação profissional ou de capitalismo atrasado (com menor produtividade) os mais atingidos pelo desemprego”. Ler o resto do artigo »



Médicos aderem à greve do dia 30

O Sindicato Independente dos Médicos fez um pré-aviso de greve para 30 de Novembro, juntando-se à paralização geral da Função Pública já anunciada. «Os médicos têm tido uma enorme paciência e educação com este governo, mas a paciência esgota-se e o mau trato, a falta de urbanidade do ministro da Saúde empurraram-nos para esta greve», explicou à TSF o líder do SIM, Carlos Arroz. A paralisação deverá abranger todos os serviços de administração central, regional e local, todos os serviços do sector empresarial público e todos os médicos, qualquer que seja a sua carreira, categoria, função ou vínculo jurídico.



Faena

Na reunião final da Cimeira Ibero-Americana, Hugo Chávez chamou, muito apropriadamente, fascista a Aznar, antigo primeiro-ministro espanhol. O rei Juan Carlos, eleito por zero por cento dos espanhóis, mandou-o calar. O presidente Chávez, eleito pela grande maioria do povo venezuelano, pô-lo em sentido: “Não serei silenciado por ninguém. A verdade vou dizê-la diante de reis, de imperialistas, de Bush. Se alguém se incomodar, paciência.” Pediram-lhe, posteriormente, que comentasse a atitude do rei nomeado pelo ditador Franco. “Dizem que o tiveram que parar porque ficou muito bravo, como um touro, mas eu sou muito toureiro, e olé”. Faena perfeita.



Mudar de Vida entrevista trabalhadores da Valorsul

“Estamos em greve a 100%”

João Repas e Vladimiro Guinot

valorsul1_72dpi.jpgFomos esta manhã, dia 15, a S. João da Talha, à sede da Valorsul, e encontrámos os operários determinados na sua greve. “Estamos em greve a 100%!”. Quisemos saber em que consiste e como está a decorrer esta luta.
“Em Setembro levantámos a greve porque acreditámos nas promessas da administração que, afinal, não se cumpriram. Desta vez só paramos a greve se eles nos garantirem, por escrito, que aceitam discutir o aumento salarial sem retirar direitos consignados no nosso contrato colectivo de trabalho”, começou por nos dizer Rui Magno, operador de central. “Eles querem negociar os salários em troca de direitos e isso nós rejeitamos!” Ler o resto do artigo »



Vale a pena lutar

Cantoneiros de limpeza fazem recuar a Câmara de Lisboa

Urbano de Campos

cmlplenario7nov-noite72dpi.jpgUm comunicado da direcção do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa (STML) informa que foram retiradas pela Câmara de Lisboa as faltas injustificadas marcadas aos cantoneiros de limpeza que se tinham recusado a prestar serviço por não lhes serem fornecidas luvas de trabalho. Ler o resto do artigo »



CML despede

A pretexto da crise financeira, a CM de Lisboa está a notificar dezenas de trabalhadores da cessação do vínculo laboral, denuncia o Sindicato dos Trabalhadores do Município. Muitos deles desempenham, há anos, funções de carácter permanente – o que, pela lei, obriga a contrato efectivo. O sindicato assegura que há lugares no quadro que poderiam receber esses trabalhadores e por isso reclama a abertura de concursos para o efeito. Num comunicado à população de Lisboa divulgado dia 13, o STML apela à solidariedade com os trabalhadores e aponta o prejuízo para o serviço público decorrente dos despedimentos.



A França social a ferver

José Mário Branco

grevefrancanov2007_72dpi.jpgO movimento grevista alastra em França. E está com jeitos de se prolongar caso as negociações não sejam desbloqueadas, pois muitos sindicatos anunciaram greves “renováveis”. No dia 13 começaram os caminhos de ferro e os estudantes universitários. A 14 juntaram-se-lhes os trabalhadores do metro de Paris, os motoristas dos autocarros e os trabalhadores da electricidade e do gás. Para a semana será a vez de funcionários públicos, professores e juizes. Ler o resto do artigo »



Despedimento colectivo redobra

Nos primeiros oito meses deste ano, 3 mil trabalhadores foram vítimas de despedimento colectivo em todo o país, o dobro do ano passado. O número de empresas que recorreu a este procedimento foi de 167. Sector mais atingido: o das componentes de automóveis, designadamente as empresas Yazaki Saltano, em Ovar, e a Alcoa, em Palmela. O facto contraria a ideia de que são os sectores de menor qualificação profissional ou de capitalismo atrasado (com menor produtividade) os mais atingidos pelo desemprego.



Ataque ao direito de greve a pretexto dos serviços mínimos

Urbano de Campos

grevepbreduz.jpgNa tarde de dia 13, primeiro dia da greve dos trabalhadores da Valorsul, agentes da PSP e da GNR foram destacados para a central de incineração de S. João da Talha, perto de Lisboa. Estavam encarregados de abrir as portas do recinto a fim de que os lixos recolhidos nos concelhos servidos pela firma fossem depositados. Hoje, dia 15, ainda lá permaneciam, a mando do ministério da Administração Interna – no que os trabalhadores consideram, e bem, uma provocação. Ler o resto do artigo »



Trabalhadores dos Seguros em luta

Pedro Goulart

Numa concentração realizada em 30 de Outubro junto à sede do Grupo Caixa Seguros, no largo do Calhariz, em Lisboa, mais de 100 trabalhadores protestaram contra a tentativa de lhes retirarem direitos consagrados no seu seguro de saúde e dos seus familiares. Na altura, foi apresentada uma moção subscrita por 825 trabalhadores do grupo. Ler o resto do artigo »



Reforma da Justiça

O ministro da Justiça acaba de comprar cinco automóveis topo de gama no valor total de 176 mil euros (35 mil contos), por ajuste directo. A aquisição, feita pelo Instituto de Gestão Financeira e de Infra-Estruturas da Justiça (IGFIEJ) e autorizada por despacho do secretário de Estado adjunto do ministro da Justiça, Conde Rodrigues, provocou mal-estar nos meios judiciários, nomeadamente nos tribunais, onde é constante a falta dos materiais mais básicos. Um dos contemplados foi o presidente do IGFIEJ, com um Audi Limousine 2.0TDI, de 140 cavalos que custou mais de 38 mil euros, com quase 3 mil euros de extras. (Fonte: DN)



Valorsul de novo em greve por tempo ilimitado

Em defesa do direito de greve, os trabalhadores contestam serviços mínimos decretados pelo governo

Urbano de Campos

valorsulcaixote72dpi.jpgOs trabalhadores da Valorsul (empresa que procede ao tratamento dos lixos dos concelhos de Lisboa, Amadora, Odivelas, Loures e Vila Franca de Xira) entraram em greve, por tempo ilimitado, às zero horas do dia 13 em defesa de um aumento salarial de 3,7% que a administração da empresa se nega a aceitar, contrapondo apenas 2%. Os trabalhadores lutam também pela defesa dos períodos de descanso entre turnos de trabalho, a que têm direito por contrato, e que a empresa quer reduzir de 12 para 8 horas. Ler o resto do artigo »



Os burocratas sindicais no poder

Lições da pseudo-esquerda brasileira

Paulo Dias e Marcelo de Souza

O Partido dos Trabalhadores (PT), de base popular e classista, ao chegar ao poder, via eleição, acendeu a luz da esperança para os trabalhadores brasileiros. Os movimentos sociais explodiram em alegria. Entretanto, o castelo de ilusões logo ruiu. E ruiu no primeiro ano de mandato do governo Lula. Ler o resto do artigo »



Vendilhões multimédia

Uma paróquia polaca transmite para todo o mundo, através de telemóvel, a missa em directo por cerca de um euro. A ideia foi de um dos fiéis da paróquia que (claro!) dirige uma empresa de tecnologia multimédia. O pároco, embora achando que «uma coisa não substitui a outra», considera necessário que a Igreja se adapte aos novos tempos e aproveite as novas tecnologias para levar a palavra de Deus aos que não estão para se deslocar até à paróquia mais próxima.



Convocadas pelos sindicatos alternativos de base

Manifestações e greves em Itália contra o Orçamento 2008 e a flexi-segurança

José Mário Branco

Grandes manifestações tiveram lugar no dia 10, por toda a Itália, em apoio à greve “geral e generalizada” convocada pelas organizações sindicais alternativas, em oposição aberta às centrais sindicais do sistema, CGIL, CISL e UIL – em Bolonha, o cortejo abria com três burros ostentando os nomes das três centrais. Mais de 2 milhões de grevistas por todo o país provocaram fortes perturbações nos transportes, na educação (professores e estudantes), na saúde, na administração pública e em centenas de grandes empresas, com destaque para a Fiat, com 70 a 90% de participação operária. Houve manifestações de 50.000 em Roma e em Milão, e mais 400.000 em 25 manifestações por toda a Itália. Ler o resto do artigo »



Pensões de miséria

As reformas mais baixas da Segurança Social – as do regime não contributivo – subirão em 2008, apenas 4,2 euros por mês, situando-se em 181 euros mensais e abrangendo cerca de 84.000 pensionistas. Quanto às reformas mais baixas do regime geral, os seus aumentos variarão entre 5,5 e 8,5 euros fixando-se em valores entre 235 e 362 euros mensais. Claro, há ainda umas esmolas que o governo reserva para os mais pobres dos pobres – o Complemento Solidário de Idosos, atribuído apenas aos que tenham mais de 70 anos e menos de 300 euros por mês, sem ajuda familiar. Como poderão estes cidadãos reformados pagar as rendas, os medicamentos e ainda comer com tão miseráveis pensões? Que dignidade de vida?



Um serviço aos doentes ou um negócio?

Unidade de Saúde de Coimbra em risco de fechar

José Mário Branco

Está em risco de fechar, por insolvência financeira, a Unidade de Saúde de Coimbra (Fernão Mendes Pinto), um centro privado de cuidados continuados situado na Avenida Fernão de Magalhães naquela cidade. A situação põe em risco, além dos doentes que a ela recorrem, os postos de trabalho de cerca de 100 trabalhadores, dos quais 37 enfermeiros. Ler o resto do artigo »



Governo investe nos EUA

O reitor da Universidade de Lisboa acusou, no dia 8, o Governo de cortar no financiamento do ensino superior público, transferindo parte desse dinheiro para universidades norte-americanas, a troco de contrapartidas reduzidas. Sampaio da Nóvoa acusou ainda o Executivo de se refugiar no autoritarismo para retirar autonomia às universidades. O reitor lembrou que nos últimos dois anos Portugal foi o único país da Europa que reduziu o investimento no ensino superior. (TSF online)



Trabalhadores da Câmara Municipal de Lisboa em luta contra a repressão

Manuel Monteiro

cmlplenario7nov-dia_reduz.JPGOs trabalhadores de limpeza da CML, um dos sectores mais sacrificados de entre os funcionários do município, estão em luta porque dois deles, do Posto de Limpeza da Infante Santo, recusaram – conforme prevê a lei – trabalhar sem luvas protectoras. Qual a reacção das chefias? Penalizaram os dois trabalhadores com faltas injustificadas. Ler o resto do artigo »



Acordo entre sindicatos da CGTP e da UGT

Greve na Função Pública marcada para 30 de Novembro

Manuel Monteiro

fp_plenario-frent-comum-7-nov-2reduz.jpgRealizou-se no dia 7 de Novembro, em frente ao ministério das Finanças, em Lisboa, um plenário nacional dos delegados da Frente Comum dos Sindicatos da Função Pública, a que Mudar de Vida assistiu. A essa mesma hora, as delegações das centrais sindicais realizavam uma das últimas rondas negociais com o governo em torno das propostas reivindicativas para 2008, contemplando os aumentos salariais e outras condições de trabalho. Ler o resto do artigo »



A Europa protege-se e o mar trata deles

Imigrantes clandestinos pagam 4400 dólares para alcançar costa italiana

M. Gouveia

Apesar do cerco das autoridades europeias, os imigrantes, sobretudo africanos, continuam a procurar entrar na Europa, mesmo correndo risco de vida. Ler o resto do artigo »



Paranóia policial

Um sueco zangado com o genro – que partia em negócios para os EUA, deixando a mulher, sua filha, doente e com o encargo dos netos – mandou um simples email ao FBI a denunciá-lo como “terrorista ligado à Al-Qaeda”, que “ia aos EUA fazer os seus contactos”. E indicou o nome, o nº do voo e o destino. Ao aterrar na Flórida, o desgraçado genro sueco foi imediatamente preso e algemado, metido numa cela durante 11 horas, e recambiado para a Suécia. A polícia sueca, contactada pelo FBI, localizou o denunciante e incriminou-o. Declaração do sogro: “Nunca pensei que as autoridades dos EUA fossem estúpidas a ponto de acreditarem em qualquer coisa, mas pelo visto são. Não tenho culpa da reacção paranóica das autoridades estadunidenses”. (Fonte: Yahoo News)



Polícias privados reclamam mais armas

O presidente da recém-criada Associação Nacional de Vigilantes, Rui Silva – que reúne os polícias privados a que chamamos “seguranças” – reclamou o acesso dos agentes privados a “armas de imobilização”, ou seja, aquelas que, por meio de choques eléctricos, atordoam e imobilizam quem se atrever a fazer-lhes frente. Há em Portugal mais de 40.000 “seguranças” no sector público e no privado, contingente que, em número, já supera os da PSP e da GNR. Pretendendo fazer passar por “armas de auto-defesa” esses engenhos (os “tasers”) que são realmente usados como armas de agressão pelas polícias de todo o mundo, estes polícias privados poderão ser, assim, auxiliares preciosos dos patrões na repressão dentro das empresas e dos serviços públicos. (Fonte: Lusa)



Soda cáustica e água oxigenada no leite

Para aumentar os lucros, muitas empresas não hesitam em vender produtos adulterados. No Brasil, adicionavam soda cáustica e água oxigenada ao leite. Descoberto o caso, retiraram os produtos das prateleiras e nada de relevante aconteceu às empresas e aos demais responsáveis. A ANVISA (agência reguladora da vigilância sanitária), para amainar o escândalo e acalmar os consumidores, declarou que soda cáustica e água oxigenada quando ingeridas no leite não prejudicam a saúde.



EDITORIAL

O Estado policial

Causou escândalo, mas não surpreendeu, a afirmação do Procurador Geral da República de que as escutas telefónicas estão sem controle. Soube-se, só agora, que entre 2003 e 2005 foram feitas mais de 26 mil escutas, ficando no segredo do poder quantas terão sido feitas de 2005 para cá. Aproveitando a maré, o ministro da Justiça reclamou uma revisão constitucional que dê às “secretas” o direito de também fazerem escutas. Ler o resto do artigo »



O maquilhador do PS

Manuel Alegre, entre a cumplicidade com Sócrates e a boa consciência

José Mário Branco

Numa entrevista recente, Manuel Alegre, depois de afirmar que acha legítima qualquer das formas de ratificação do Tratado europeu – votação parlamentar ou referendo – diz: “Como as promessas são para ser cumpridas, talvez se devesse fazer o referendo”. Alegre acha que talvez Sócrates devesse cumprir a sua promessa eleitoral de um referendo sobre o Tratado europeu. E as outras promessas eleitorais? também achará que Sócrates talvez as devesse cumprir? Ler o resto do artigo »



“Está em formação uma enorme onda de descontentamento”

Entrevista com Francisco Raposo, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa

fraposo1_72dpi.jpgSurpreendeu-te número de pessoas que a manifestação de 18 de Outubro trouxe à rua?

FRANCISCO RAPOSO Sim, porque foi patente que o esforço da mobilização foi menor agora que, por exemplo, em Novembro passado. Mas, por outro lado, nos plenários que realizámos na Câmara Municipal de Lisboa e Empresas Participadas tive um sinal interessante: em muitos sectores onde existem dificuldades de trabalho sindical, os plenários estiveram concorridos e participados e muitos trabalhadores manifestaram o compromisso de estar presentes. Na verdade, o número de trabalhadores da CML foi muito acima do normal. Ler o resto do artigo »



Birmânia

EUA manipulam a “revolução açafrão”

Para os birmaneses, não bastará derrubar os generais para serem livres

José Mário Branco

birmania.jpgDe repente, ecrãs e jornais encheram-se de imagens cor de açafrão, com monges budistas e milhares de populares a contestarem em Rangun, capital da Birmânia, a Junta Militar que domina e reprime 50 milhões de birmaneses há 45 anos. Na internet, proliferam os artigos e os apelos para apoiar “o povo da Birmânia” contra os generais. Ler o resto do artigo »



A “turquização” do País Basco

Rui Pereira

paisbasco1.jpgEntre o final da trégua da ETA, a 6 de Junho e o passado dia 25 de Outubro, as polícias espanhola e francesa efectuaram 144 detenções no País Basco sob administração de cada um daqueles Estados. Destas, ingressaram na prisão 71. Estes números, acabados de divulgar pelo porta-voz do Movimento Pró-Amnistia (também ilegalizado no Estado espanhol), Julen Larrinaga, correspondem a uma média superior a uma detenção por dia. Ler o resto do artigo »



O orçamento de Sócrates

Redução das despesas sociais, aumento das verbas para meios repressivos

Pedro Goulart

Mais repressão e guerra, mais desemprego, menos saúde e educação – é o que resulta da análise que fazemos ao Orçamento de Estado (OE) para 2008. Ler o resto do artigo »



México

Novas detenções contra o movimento popular de Oaxaca

Oaxaca em Luta

Na manhã de 2 de Novembro, a Assembleia Popular dos Povos de Oaxaca (APPO) foi novamente reprimida. A acção policial ocorreu logo no início da manifestação que comemorava um ano da vitória contra a invasão da PFP (Polícia Federal Preventiva) na Cidade Universitária. Ler o resto do artigo »



Resposta a um defensor do horrorismo

José Mário Branco

O escritor inglês Martin Amis escreveu, no seu ensaio The Age of Horrorism (A idade do horrorismo): “A comunidade muçulmana vai ter de sofrer até pôr a casa em ordem. Que tipo de sofrimento? Não os deixar viajar. Deportá-los, lá mais para o fim da rua. Supressão de liberdades. Revistar pessoas que pareçam ser do Médio Oriente ou do Paquistão. Coisas discriminatórias, até magoar a comunidade inteira e eles começarem a ser duros com os filhos deles”. Ler o resto do artigo »



O professor-polícia

Do portal do Ministério da Educação (12 Setembro): A partir do ano lectivo de 2007/2008, as escolas passarão a ter um delegado de segurança, um professor com formação específica, que assegurará a gestão do sistema de segurança de cada estabelecimento de ensino, a articulação com o programa Escola Segura, bem como o estabelecimento de contactos com as forças de segurança, os encarregados de educação e o Gabinete de Segurança do ME. Esse delegado de segurança deverá relatar as situações às forças de segurança, introduzi-las no sistema electrónico de recolha de informações e encaminhá-las para a Equipa de Missão para a Segurança Escolar. Além da figura do delegado de segurança, serão implantadas outras medidas, como os sistemas de videovigilância e a generalização do cartão electrónico. (http://www.min-edu.pt)



A via aberta da revolução soviética

M. Raposo

fig08_72dpi.jpgDe propósito ou não, os 90 anos que correm em 7 de Novembro sobre a revolução soviética ficam oficialmente assinalados entre nós não pela evocação dos feitos revolucionários de 1917 que puseram fim à Rússia imperial, mas pelos próprios feitos imperiais, recuperados como imagem da Rússia de hoje. Uma exposição, que Putin inaugurou em Lisboa no final de Outubro, de obras do Museu Hermitage (de S. Petersburgo, ex-Leninegrado) evoca a Rússia imperial de Catarina II e de Pedro, o Grande. Não admira. Ler o resto do artigo »



A chama da revolução

João Bernardo

Em Setembro deste ano passei uma semana em São Petersburgo, a antiga Leninegrado. Entre o Rio Neva e as traseiras do Museu Russo, nas proximidades do Museu do Hermitage, existe um vasto parque. A primeira vez que o atravessei era de manhã cedo. Eu queria estar à porta do Museu Russo antes da hora de abertura, para ser dos primeiros a entrar. A meio do parque havia uma grande chama, quase rente ao chão, saindo de um plinto baixo, de pedra, e ladeada por quatro bandeiras vermelhas. Ler o resto do artigo »



Isto não é uma anedota

Um site do ministério da guerra dos EUA (Department of Defense) faz uma recensão de várias situações de combate, no Afeganistão, de tropas dos EUA e do regime fantoche de Cabul contra os guerrilheiros afegãos. Há um evidente recrudescimento das actividades anti-EUA por todo o país. Pois bem: o major Chris Belcher, porta-voz da Combined Joint Task Force 82, concluiu do seguinte modo as “informações” dadas aos seus colegas do American Forces Press Service: “O crescente número de ataques dos talibãs, nos últimos dias, é um claro sinal do seu desespero”…
(fonte: www.defenselink.mil)



Medo da Rússia

M. Raposo

Os opositores russos de Putin têm sempre garantida ampla cobertura por parte dos meios de comunicação ocidentais. Mote: o “autoritarismo”, a falta de liberdades, os assassinatos atribuídos ao poder do Kremlin. Repetiu-se a cena com a visita de Putin ao nosso país para participar na cimeira UE-Rússia. Ler o resto do artigo »



Acordo de viabilização da Maconde é bom negócio para o BCP

Continua incerto o futuro da empresa e dos postos de trabalho

Urbano de Campos

O banco liderado por Jardim Gonçalves (BCP) é o principal beneficiário do acordo de viabilização da Maconde, empresa têxtil e de confecções de Vila do Conde. Ler o resto do artigo »



600 mil em lista de espera

Segundo um inquérito da Inspecção-Geral de Saúde, de 2006, só à espera da primeira consulta estavam 382 mil doentes. Se a estes adicionarmos os 220 mil à espera de cirurgias chega-se a um total de mais de 600 mil doentes em listas de espera. Mas isto parece não preocupar muito o governo de Sócrates que, para 2008, mantém um orçamento para a Saúde com crescimento inferior ao valor da inflação. Os privados (seguros, hospitais, médicos) agradecem – e os doentes sofrem.



Greve dos funcionários públicos em Novembro

Mobilização dos trabalhadores é fundamental para travar a ofensiva do governo. Baixar valores mínimos é mau começo

Urbano de Campos

maniffp17julho07bis.JPGA Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública marcou, no passado dia 26, uma greve dos funcionários públicos para a segunda quinzena de Novembro. Ao mesmo tempo, foi anunciada a realização de um plenário de trabalhadores em 7 de Novembro, em frente ao ministério das Finanças. Ler o resto do artigo »



A grande sangreira

Tudo vale para glória dessa abstracção, a sacrossanta economia nacional

J. Félix

Ao mesmo tempo que o Estado concede milhões e milhões de beneficios fiscais e de toda a ordem às empresas e aos ricos, tem necessidade de ir buscar a compensação desse dispêndio aos serviços públicos. Ler o resto do artigo »



Salários mínimos

O salário mínimo português actual (reportado a doze vencimentos por ano) é de 470 euros. Os mais altos da União Europeia são os do Luxemburgo, Irlanda, Reino Unido, Bélgica e França que variam entre 1570 e 1254 euros. Na Grécia e em Espanha são de 668 e 664 euros. Abaixo de Portugal apenas a República Checa (288) e a Polónia (246), mas enquanto nestes países os trabalhadores que ganham pelo salário mínimo são 2% e 4,5%, no nosso país são 5,5%. Entrando em conta com os custo de vida, a comparação é ainda mais penalizadora para Portugal. (Dados Eurostat)



Salários médios

Nos últimos seis anos, a variação dos salários anuais médios da indústria e serviços na União Europeia mostra um atraso crescente dos valores praticados em Portugal. Em 2000 a média portuguesa era de 12619,6 euros contra 30889,2 euros na média dos 15 países da UE (diferença de 18269,6 euros). Em 2006 os mesmos valores eram 15068,2 euros contra 35892,1 euros (diferença de 20823,9 euros). (Dados Eurostat)