Não foi no Tibete

Domingo, 27 Abril, 2008

Foi ali no País Basco. Dia 26 de Abril, quando a esquerda independentista basca pretendia comemorar o 30.º aniversário do Herri Batasuna, as autoridades autonómicas (antecipando-se mesmo às de Madrid) proibiram a manifestação. A polícia basca carregou repetidamente sobre os manifestantes que gritavam contra o PNV (Partido Nacionalista Basco) e o PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol, no governo) e a favor da independência do País Basco. Desta repressão policial, num estado europeu, resultaram mais alguns militantes presos e outros feridos.






Deixe o seu Comentário