Porto

Greve dos trabalhadores dos STCP paralisa transportes

Quarta-feira, 21 Novembro, 2007

Teve início à zero horas de hoje, dia 21, uma greve dos trabalhadores da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto (STCP) que durará até às 2 horas de amanhã. Segundo informações fornecidas pelo Sindicato Nacional dos Motoristas, a adesão inicial foi de 40%, pelo facto de a paralisação afectar apenas as duas últimas horas de cada turno de trabalho. Calcula-se que os efeitos da greve se farão sentir mais pelo final da tarde de hoje, disse um sindicalista, por ser cerca das 17 horas que termina o maior número de turnos.
Os motivos da greve decorrem do facto de as negociações do Acordo de Empresa, que envolve três sindicatos do sector, terem chegado a um impasse. Com efeito, o conselho de administração dos STCP não apenas pretender restringir direitos aos trabalhadores no activo (impor as férias sem o acordo dos trabalhadores, por exemplo), como ainda recusar generalizar aos trabalhadores que entram de novo para a empresa direitos já adquiridos. Um e outro destes procedimentos são inaceitáveis, como referiu aos meios de comunicação um dirigente do Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários e Urbanos do Norte (STRUN).






Deixe o seu Comentário