Perdão de dívidas à Segurança Social?

Terça-feira, 3 Novembro, 2009

Nos últimos anos têm aumentado fortemente as dívidas à Segurança Social, particularmente as das empresas. Já totalizam hoje cerca de 4 mil milhões de euros. Era precisamente 80% desta dívida (mais de 3 mil milhões de euros) que o muito “eficiente” ex-ministro do Trabalho e da Solidariedade Social (e actualmente ministro da Economia) se preparava para perdoar, com o pretexto de que seriam incobráveis. E depois viriam, certamente, as farisaicas justificações da impossibilidade de aumentar as pensões ou, até, da necessidade de as diminuir. Como parar esta gente?






Um Comentário a “Perdão de dívidas à Segurança Social?”

  1. sonia disse:

    Pois se calhar mais vale perdoar dividas incobráveis, do que as empresas em dificuldades entrem em falência, destruindo assim a vida de famílias entre entidade empregadora e funcionário. Apoio a iniciativa desde que a empresa a partir da data do perdão de dívida se mantivesse aberta, e pagasse as suas contribuições futuras.

Deixe o seu Comentário