Arquivo de Maio 2018

De noite todos os gatos parecem pardos

António Louçã

A vaga de movimentos populistas, nacionalistas e de extrema-direita tem tido o seu reverso na febre unitária que, um pouco por todo o lado, se declara nos arraiais da esquerda. Diante de um perigo agudo, chamemos-lhe fascista ou outra coisa, dir-se-ia que vale tudo.

Assim, a ascensão eleitoral de Donald Trump ocasionou ideias tão peregrinas como a de um jovem deputado português que preconizava o voto em Hillary Clinton como mal menor. Ler o resto do artigo »



Capitalismo e desigualdade

CEO ganharam mais 40% em três anos

Pedro Goulart

Em 2017, os CEO (1) das empresas do PSI 20 (2) ganharam, em média, 46 vezes mais do que o custo médio que as suas empresas despenderam com os trabalhadores, enquanto, há três anos, essa diferença era de 33 vezes. Isto é, em média e em 2017, um assalariado teria de trabalhar 46 anos para obter o mesmo valor monetário que o CEO consegue em 12 meses. Ler o resto do artigo »



Maio de 68: mais do que a agitação estudantil

Manuel Raposo

Cinquenta anos passados, não há propagandista, por mais rasteiro, desta burguesia em fim de festa, que não se compraza em declarar morto o movimento de Maio de 68. A evocação que toda a comunicação social dele tem feito — em tom de enterro festivo — só tem lugar, aliás, pelo facto de as classes dominantes considerarem que a coisa é hoje inóqua e que as “transformações” reclamadas nas ruas foram absorvidas pela sociedade burguesa. Ler o resto do artigo »



Israel, zero pontos!

“Zero pontos para Israel na competição musical da Eurovisão” é uma campanha anual, lançada por cidadãos israelitas que se opõem à ocupação da Palestina e ao apartheid.
A cantora israelita Netta Barzilai representa o Estado de Israel, colaborando nos esforços para limpar a sua imagem internacionalmente. A canção, chamada “Toy”, fala de emancipação feminina e justiça social, enquadrando-se numa contínua tentativa israelita de branquear a opressão do povo palestiniano. Ler o resto do artigo »



Bons alunos, parceiros leais ou simples lacaios

Carlos Completo

Uma força militar composta por 146 elementos do Exército português parte no próximo dia 7 de Maio para o Afeganistão a fim de integrar uma missão da NATO, com a função específica de garantir a protecção do aeroporto internacional de Cabul. A NATO está presente no Afeganistão desde 2003, a pedido dos EUA, e na sequência dos acontecimentos do 11 de Setembro naquele país. Conta aí com cerca de 13 mil militares. Ler o resto do artigo »



Perigos e oportunidades para a Palestina na era de Trump


Palestra, 5a feira, 10 Maio, 21 horas, Pequeno Auditório da Culturgest, Lisboa, entrada gratuita

O Comité de Solidariedade com a Palestina e o Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e pela Paz no Médio Oriente, com o apoio da Culturgest, promovem uma palestra com o historiador israelita Ilan Pappé, moderada pelo jornalista José Goulão.
Ilan Pappé é uma das figuras cimeiras da denúncia do sionismo e da ocupação da Palestina e da defesa dos direitos do povo palestino.
Professor de História, director do Centro Europeu de Estudos sobre a Palestina da Universidade de Exeter, Reino Unido, iniciou a sua formação académica na Universidade Hebraica de Jerusalém e leccionou na Universidade de Haifa entre 1984 e 2006. Ler o resto do artigo »