Argumento falso

Quarta-feira, 18 Junho, 2008

Nos ataques do patronato e dos seus governantes ao papel social do Estado, estamos sempre a ouvir falar do “excessivo peso” dos funcionários públicos na economia. Esse argumento cai por terra se compararmos o caso português com o de outros países capitalistas mais desenvolvidos. Veja-se, para 10 países da Europa, a percentagem de funcionários públicos em relação ao emprego total:
– Suécia: 31,5%
– França: 28,9%
– Finlândia: 22,9%
– Reino Unido: 20,4%
– Irlanda: 17,9%
– Suíça: 15,4%
– Itália: 14,1%
– PORTUGAL: 13,4%
– Alemanha: 12,9%
– Espanha: 11,9%
A percentagem para Portugal foi feita com base em 700 mil trabalhadores da Administração Pública, polícias e forças armadas incluídas.
Fonte: Estudo comparado do regime de emprego dos países europeus, DGAEP.






Um Comentário a “Argumento falso”

  1. Vítor Hugo disse:

    Alguém saberá responder-me se a quantidade e a qualidade dos serviços públicos é tido em conta nestes números? eu sou funcionário público há 19 anos e a minha percepção é de que não há funcionários a mais, com excepção das forças armadas e de serviços dos ministérios…(essencialmente chefias).

Deixe o seu Comentário