Denúncia

CGA tem filhos e enteados

Teresa Monteiro - Sexta-feira, 6 Junho, 2008

Se entrarem no site da Caixa Geral de Aposentações (CGA), em “perguntas frequentes”, encontrarão um aviso a informar que “em consequência de um acréscimo extraordinário do número de requerimentos de contagens de tempo e de pensões de aposentação e de sobrevivência, etc. etc.” os processos estão atrasados. E como solução é-nos pedido que nos limitemos a “aguardar a conclusão do processo” como forma de “evitar maiores constrangimentos à actividade” dos serviços.

Parece, pois, que as reformas, para o comum dos mortais, estarão bastante demoradas.
Mas não para alguns, embora a lei diga que somos todos iguais. Para a CGA há filhos e enteados.
A propósito disto, transcrevo um e-mail que enviei no sábado, 31 de Maio de 2008, para a CGA, que dá conta de uma situação vivida por mim.

Exmos Senhores:
Entreguei o requerimento para a minha reforma antecipada no dia 20-2-2008, no meu serviço, o Instituto de Tecnologias de Informática na Justiça.
Segundo informação vossa está a aguardar tratamento, ou seja, está para demorar.
Ora, soube quarta-feira, dia 28-05-2008, que o processo de uma colega do mesmo serviço que pediu a sua aposentação no início de Maio, já foi despachado, com efeito a 1-6-2008 (cerca de 15 dias de espera).
Será que esta enorme diferença tem a ver com o facto de a pessoa em questão ser mulher de um ex-ministro? Se assim for é chocante. Se houver outra explicação gostaria de ser posta ao corrente da mesma.
Informo ainda que vou enviar este assunto para o Presidente da República, o 1º Ministro, a Assembleia da República, Provedor de Justiça e todos os meios de comunicação social de que me conseguir lembrar.
Espero a vossa resposta em breve.






2 Comentários a “CGA tem filhos e enteados”

  1. Leonor Cunha disse:

    Mas afinal isto acontece mesmo!!!
    Pedi a minha aposentação em 04/02/2008 e ainda não tenho qualquer resposta. No meu Agrupamento de Escolas várias pessoas que meteram o processo muito depois de mim, já estão aposentadas. Sempre que telefono para a CGA dizem-me que ainda não passaram 6 meses e, por isso, ainda não ultrapassaram os prazos normais.
    Alguma coisa tem que ser feita para combater estas injustiças. Concordo com a Teresa Monteiro e também farei tudo o que puder. Contudo, será que as nossas vozes vão ser ouvidas?

  2. Pereira Marques disse:

    A CGA é a melhor instituição do País no atendimento aos utentes, pena é eu não ser EX MINISTRO .

Deixe o seu Comentário