Sinais do desastre

Sexta-feira, 8 Fevereiro, 2008

Um relatório divulgado em Washington no fim de Janeiro revelava os riscos de fracasso da operação militar dos EUA no Afeganistão. O desaire conheceu um novo episódio com a recusa do governo alemão em enviar mais tropas para o teatro de guerra. A Alemanha tem no terreno 3.500 homens que não participam em acções de combate. O pedido dos EUA, feito pelo secretário da Defesa Robert Gates aos parceiros da Nato era para o envio de mais 3.200 homens para as zonas de combate. Um jornal alemão revelou que a carta de Gates estava escrita em termos “invulgarmente rudes”. Também a França, a Bélgica, a Espanha, a Itália limitam a sua participação para evitar baixas. A reunião dos ministros da Defesa da Nato iniciada ontem, 7 de Fevereiro, na Lituânia, confirmou as divergências no seio da Aliança.






Deixe o seu Comentário