Gaza – A chacina

M. Gouveia - Sábado, 2 Fevereiro, 2008

gaza1_72dpi.jpgQuando em Março de 2006 o Hamas formou governo, depois de vencer as eleições palestinianas, Israel, EUA e UE impuseram um bloqueio ao povo palestiniano na Margem Ocidental e na Faixa de Gaza, que deteriorou gravemente as condições de vida na região, enquanto o exército israelita foi fazendo ataques quase diários, matando e ferindo centenas de palestinianos.

Quando, em Junho de 2007, o Hamas – que se recusa a legitimar a ocupação israelita do território – tomou o controlo da Faixa de Gaza, Israel foi acelerando drasticamente um criminoso cerco que atingiu o auge em Janeiro de 2008. Foi impedido o fornecimento de combustível, bens essenciais, medicamentos e até a ajuda humanitária de que dependem, para sobreviver, 1 milhão e duzentos mil habitantes de Gaza. Sem energia eléctrica nem água potável, os serviços vitais estão paralisados. Medicamentos deixaram de existir e os doentes graves que precisam de tratamentos inexistentes em Gaza, não podem ir aos hospitais de Israel, Egipto ou Jordânia. As poucas autorizações emitidas são frequentemente entregues com um atraso fatal.

Na madrugada de 23, a cerca que separa o Egipto de Gaza foi furada com explosivos e centenas de milhares de palestinianos entraram em território egípcio a pé, em automóveis, camionetas e carros puxados por burros, à procura de alimentos, remédios, combustíveis.

gaza2_72dpi.jpgIsrael afirma que está em guerra contra o Hamas devido aos ataques terroristas vindos da Faixa de Gaza contra o sul de Israel. Uri Avneri, antigo deputado da esquerda israelita, actualmente militante pacifista, comenta: “Nunca nenhum regime colonial, quando confrontado com um levantamento do povo oprimido, reconheceu o inimigo como combatente legitimo”. E explica que – tendo o chefe do governo do Hamas proposto um cessar fogo total, não só na Faixa de Gaza, mas também na Margem Ocidental – Israel não aceitou porque, utilizando os ataques como pretexto, o seu verdadeiro objectivo é quebrar os palestinianos, reforçando o cerco até que a situação se torne intolerável. Esperam assim levar a população a revoltar-se contra o Hamas e outras organizações combatentes. Para que toda a resistência palestiniana se desmorone. Com o povo palestiniano rendido, submetido à ocupação, Israel poderá fazer como entender: expropriar terras, estender colonatos, erguer muros e barragens nas estradas, desmembrar a Margem Ocidental numa série de enclaves isolados.

Desde os embaixadores dos quinze membros do Conselho de Segurança (com excepção dos EUA), ao Conselho de Direitos Humanos da ONU (que afirma que as atrocidades israelitas violam as estritas proibições ao castigo colectivo contidas na Quarta Convenção de Genebra), multiplicam-se por todo o mundo as denúncias e condenações deste crime contra a humanidade cometido por Israel que transformou o pequeno e populoso território de Gaza num grande campo de concentração.

Por cá, o PS aprovou no Parlamento (com os votos do PSD e do CDS) uma moção que condena os ataques de rockets sofridos por Israel. Não condena a chacina. Limita-se a pedir que «Israel evite acções de bloqueio que afectem a população de Gaza”…






16 Comentários a “Gaza – A chacina”

  1. João Machado disse:

    O objectivo de Israel é expulsar os palestinianos de Gaza. Retirou os colonatos para preparar este cerco e esmagamento dos palestinianos.

  2. fernanda durão disse:

    GUERRA.
    Inútil!!!!
    Não se chega a nenhum lugar….e muito menos se sai de algum…

  3. Marco Santana disse:

    Onde querem chegar??? Destruindo / matando crianças inocentes , Homens cruéis!!!!!!

  4. Amanda Moreira de Sá disse:

    Eu realmente acho que, para pelo menos esses conflitos diminuirem, é terminantemente necessário que haja uma
    intervenção dos outros demais países, de onde quer que seja, para amenizar a guerra ou ajudar a população, que é a que mais sofre…

  5. izaias madeira disse:

    Israel é imperialista e poderoso como os Estados Unidos. Como os israelitas (popularmente conhecidos como judeus) são os donos do capital financeiro internacional, sempre os poderosos estarão a favor de Israel em tudo que fizerem, não adianta tentarem iludir o povo com estorinhas pra boi dormir. E acho que a imprensa jamais vai publicar meu comentário.

  6. diana paula disse:

    E quem ficará do lado de Israel? As crianças morrem também em Israel, Israel passou por dores muito maiores. Foram 6 milhões de judeus assassinados.

  7. CLAUDIA FERREIRA disse:

    Os responsáveis por essa guerra vão todos pro inferno, eles não têm coração, não pensam nas vidas inocentes, nas famílias que eles destroem. Mas tudo isso está escrito na Bíblia, os finais dos tempos estão se cumprindo, temos que abrir nossos olhos e buscar a deus.

  8. MARACABOIA disse:

    Acredito que tudo isso vai mudar… Esse imperialismo está fracassando, o mundo civilizado está se revoltando contra isso.
    Sou a favor de um boicote geral a todos que financiam essa barbárie, tenho muita fé que os EUA entrem de cabeça na recessão, que Israel perca o apoio do seu próprio povo.
    Hoje eu já quero saber sobre todos os produtos que consumo para não financiar essa ganância desenfreada. O Brasil tem que tomar uma postura mais rígida, e ajudar principalmente os refugiados.
    Isso é inadmissível nos dias de hoje. Espero que no futuro eu não veja mais crianças morrendo ou sofrendo… Pense bem antes de comprar seus artigos importados, talvez neles esteja sangue de inocentes…

  9. fernando santos ribeiro disse:

    eu vejo da minha casa a guerra que arrasa,
    terror na palestina misseis na faixa de gaza

  10. Zacarias Orlanildo da Cruz e Silva disse:

    A questão Palestina-Israel, é sem dúvida nenhuma polêmica e de difícil solução, pois os dois lados disputam os mesmos objetivos, e nesses casos alguém tem que ceder, e é o que nenhum dos lados quer. Além da apatia da ONU, que cá entre nós é uma vergonha, e dos interesses comerciais norte-americanos. Isso faz da região um verdadeiro ninho de vespas, e o que lamentamos é o grande número de vítimas inocentes dos dois lados, principalmente crianças e idosos. Eles deveriam refletir mais sobre o INFINITO valor da vida, a Onu poderia ter autonomia e cumprir o seu papel e os americanos poderiam deixar de querer resolver os problemas dos outros como se fossem um “xerife mundial” que ninguém nomeou e que cada região resolvesse os seus problemas. Aí sim o mundo vai ter paz.

  11. roseli aquino disse:

    Porque o homem é tão ambicioso, para conseguir o que quer não importa se inocentes sofram e paguem com a vida tamanha brutalidade. Homens que fazem uma guerra acontecer por qualquer que seja o motivo devem arder no fogo do inferno. O mundo todo está odiando Israel. E ainda fazem parte da Terra Santa! Onde está o respeito por esta terra!

  12. Alberes disse:

    Essa guerra desnecessária nunca leva a nada a não ser tristeza. Faz pena ver tanta pessoa inocente e até mesmo gente que não tem nada a ver com nada dessa querra; as criancas são as que mais sofrem.
    Senhores de estados, tomem consciência e acabem com essa guerra suja para que essas pequenas criancas ainda possam ser alguma coisa, para que elas possam pensar coisas boas e enfim serem bons cidadãos.

  13. Rangel disse:

    Comentar, dizer e falar! Isso não trará paz para aquela região. Me pergunto o que vocês realmente estão fazendo além de dar seus pareceres? Será que alguém já mobilizou parte de sua comunidade para o envio de remédios, alimentos ou agasalhos? Sempre há uma agência engajada neste tipo de ação, o que vocês têm feito em orações por este povo? Erudição não traz alívio, mas apenas debates. Chega de hipocrisia omissiva, assumam uma posição que sirva de mão estendida, e não apenas jornalística. Se ninguém tem coragem de ruir com sua zona de conforto, para auxiliar aquele povo, então que calem a boca, e orem ao DEUS VIVO, para que o situação realmente mude. Há pessoas dando tudo de si para ajudá-los, não apenas em palavras vãs. Há pessoal de minha FAMÍLIA, que estão lá, vivendo e morrendo com aquele povo, fazem isso pois sabem que problema não é apenas de GAZA, mas do homem que mata, do homem que omite e dos que só falam.

  14. diogenes disse:

    O que Israel está fazendo na Faixa de Gaza é uma limpeza étnica, do mesmo modo como foi feito pelos nazistas na segunda guerra mundial. Os israelenses não querem resolver conflito nenhum naquela região, vão massacrar todos até não sobrar nenhum. O povo japonês também foi massacrado, mas aprendeu a lição e agora vive em paz.

  15. ana claudiia disse:

    Eu acho o que Israel está a fazer é horroroso, acho que a morte de 6 milhões foi em vão… Israel está a cometer um novo atentado aos direitos humanos. Eles sempre foram perseguidos através dos tempos… e dizem-se o povo escolhido por Deus? Por amor de Deus… eles esqueceram-se que foram exterminados e fazem igual: roubam ,matam e tiram os bens, como água, comida e medicamentos e criam um muro de Berlim na Faixa de Gaza… Sim David ganhou ao Golias,mas o Golias vai voltar… Força Palestina.

  16. fatima cristina dos santos disse:

    DEUS NÃO SE AGRADA DE VIOLÊNCIA. PÁRA DE MATAR PESSOA INOCENTE.

Deixe o seu Comentário