Que generosos…

Segunda-feira, 14 Janeiro, 2008

Pela nova lei, os pensionistas iriam receber em Janeiro os aumentos de Dezembro, no valor de 2,4 % sobre o montante das suas pensões. A 90% deles caberiam menos de 15 euros de acréscimo. Mas seriam cerca de 15 milhões a debitar pelas Finanças num só mês. Então, o ministro Vieira da Silva resolveu transformar milhões em tostões, dividindo os magros 15 euros por catorze meses. Contando com os que, entretanto, morressem, seria muita poupança. Diante dos protestos, o ministro recuou e vai agora pagar o total devido, quando puder. O autor da manobra, o secretário de Estado da Segurança Social, Pedro Marques, teve o desplante de dizer que os pensionistas sairiam beneficiados porque os aumentos de 2009 incidiriam sobre uma base maior… (MV/JR)






Deixe o seu Comentário