A cartilha de Trump

Sexta-feira, 20 Março, 2020

1. Designar sempre o coronavírus como “chinês”, para que o povo norte-americano interiorize quem é o seu inimigo.
2. Fechar a fronteira com o México para que os norte-americanos não sejam contaminados. Como alguém lhe fez ver, tal medida só beneficiaria os mexicanos uma vez que, já na altura, havia mais casos de contaminação nos EUA do que no México. Mas Trump não perde ocasião para espicaçar os sentimentos racistas.
3. Deixar a epidemia fazer o seu trabalho de limpeza, de concerto com os amigos Boris Johnson e Bolsonaro. Que morram os velhos, os fracos e os pobres: acima de tudo, há que evitar o colapso económico.
4. Fechar fronteiras aos europeus da União Europeia, mas não aos aliados britânicos, para sublinhar que a pandemia não o distrai da guerra económica e política em curso.






Deixe o seu Comentário