Revolução tecnológica

Sexta-feira, 4 Janeiro, 2008

Os alunos da Faculdade de Medicina Dentária de Lisboa queixam-se de que trabalham com equipamentos de há trinta anos, já obsoletos. O edifício tem perigosas infiltrações. «Qualquer dia a casa cai». As obras estão avaliadas em cerca de um milhão de euros, mas em cada ano que passa diminui o investimento público na Faculdade, muito embora esta consiga 2,4 milhões de euros de verba em trabalho. A revolução tecnológica continua. Basta olhar para a boca e dentes dos portugueses. (JR)






Deixe o seu Comentário