Algumas citações do novo capelão-mor do Exército israelita

António Louçã - Domingo, 17 Julho, 2016

RabinoEKO rabino Eyal Karim tem-se distinguido pela crueza do discurso. A imprensa liberal israelita, embaraçada com a sua nomeação, diz agora que se trata de um erro de casting, facilmente evitável se o Estado-Maior que o nomeou tivesse feito uma rápida pesquisa no Google. Não houve tal erro: Karim é o condensado mais fiel do pensamento e da prática do Exército de ocupação.

Eis algumas citações retiradas do diário conservador israelita Yedioth Aaronot.

“Bombistas-suicidas que tenham sido feridos devem ser mortos”

“Terroristas não devem ser tratados como seres humanos, porque são animais”

“Quem for misericordioso com os cruéis, acabará por ser cruel com os misericordiosos”

[As mulheres devem ser proibidas de testemunhar em tribunal], “porque a natureza sentimental de uma mulher não lhe permite aguentar um interrogatório em tribunal”

[Um homem não deve servir sob as ordens de uma mulher porque isso obrigá-lo-ia] “a ter os olhos postos nela durante a maior parte do dia”

[Os homossexuais, por serem doentes,] “devem ser ajudados a escapar à sua situação, com muita sensibilidade e paciência”

“Tal como os animais de um género não precisam dos do mesmo género, porque assim é que é natural, com mais forte razão isso vale para os seres humanos”

[Para manter o moral combatente dos soldados israelitas, é legítimo] “satisfazer as tendências lascivas deitando-se com mulheres não-judias contra a vontade destas”






Deixe o seu Comentário