Portugal fora da Nato!

Quinta-feira, 22 Outubro, 2015

Entre final de Setembro e 6 de Novembro decorre um exercício da Nato (o maior desde o fim da Guerra Fria) que envolve Portugal, Espanha e Itália e 35 mil homens de 33 países (28 da Nato e cinco “aliados”). Sabe-se que a Nato é um instrumento de guerra imperialista responsável por numerosos actos de agressão, destruição de países, morte e deslocação forçada de milhões de pessoas, como é patente no Iraque, Afeganistão, Líbia e Síria. Mas além disso, o exercício em curso é, pela sua magnitude e pelo momento em que decorre, uma demonstração de força conjunta da UE e dos EUA em face da evolução dos acontecimentos no Mediterrâneo — especialmente na Síria, em que a intervenção da Rússia travou as intenções de europeus e norte-americanos de derrubarem o regime sírio como fizeram na Líbia, com as consequências que se conhecem.
Contra a escalada militar promovida pela Nato, várias organizações portuguesas lançaram protestos públicos desde que o exercício foi anunciado. No sábado, dia 24, às 15h, decorre em Lisboa um desfile com o mesmo fim entre a rua do Carmo e a praça Luís de Camões.






Deixe o seu Comentário