Greves nos transportes continuam

Domingo, 12 Abril, 2015

comboios_suprimidos_72Nove associações sindicais da CP marcaram nova greve para o próximo dia 16 de Abril. Trata-se de um protesto contra a venda da EMEF e da CP Carga, a fusão da Refer com a Estradas de Portugal e a eliminação de benefícios concedidos a trabalhadores e reformados. Por outro lado, os trabalhadores da Carris realizaram no dia 10 uma greve contra a concessão da empresa a privados, tendo apenas circulado cerca de 30% dos autocarros.

Também a Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais convocou uma greve nacional na Estradas de Portugal para o próximo dia 16 de Abril, fazendo coincidir a paralisação com a que já estava marcada para a Refer. Recorda-se que o Governo aprovou a fusão da EP com a Refer na Infraestruturas de Portugal, com vista à gestão integrada das redes ferroviária e rodoviária. A federação sindical lamenta que o Governo e o conselho de administração conjunto continuem “sem dar quaisquer garantias reais quanto ao futuro dos trabalhadores da EP”.

Os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa, que suspenderam a greve que tinham marcado para 10 de Abril, irão paralisar no dia 17 de Abril durante 24 horas.

Para o dia 22 de Abril, está convocada uma Marcha Contra a Privatização dos trabalhadores da Carris, do Metropolitano de Lisboa, da Transtejo e da Soflusa.






Deixe o seu Comentário