Reforma da Justiça

Quarta-feira, 14 Novembro, 2007

O ministro da Justiça acaba de comprar cinco automóveis topo de gama no valor total de 176 mil euros (35 mil contos), por ajuste directo. A aquisição, feita pelo Instituto de Gestão Financeira e de Infra-Estruturas da Justiça (IGFIEJ) e autorizada por despacho do secretário de Estado adjunto do ministro da Justiça, Conde Rodrigues, provocou mal-estar nos meios judiciários, nomeadamente nos tribunais, onde é constante a falta dos materiais mais básicos. Um dos contemplados foi o presidente do IGFIEJ, com um Audi Limousine 2.0TDI, de 140 cavalos que custou mais de 38 mil euros, com quase 3 mil euros de extras. (Fonte: DN)






Um Comentário a “Reforma da Justiça”

  1. Sara disse:

    O problema não é só a falta de material básico nos tribunais, como também a constante falta de pagamento dos honorários aos advogados, que executam o trabalho e acabam por o fazer à “pro bono”, pois não recebem o que lhes é devido, por o IGFIEJ nunca ter verbas.

Deixe o seu Comentário