Um serviço aos doentes ou um negócio?

Unidade de Saúde de Coimbra em risco de fechar

José Mário Branco - Sábado, 10 Novembro, 2007

Está em risco de fechar, por insolvência financeira, a Unidade de Saúde de Coimbra (Fernão Mendes Pinto), um centro privado de cuidados continuados situado na Avenida Fernão de Magalhães naquela cidade. A situação põe em risco, além dos doentes que a ela recorrem, os postos de trabalho de cerca de 100 trabalhadores, dos quais 37 enfermeiros.
Paulo Anacleto, da direcção regional de Coimbra do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, confirmou ao Mudar de Vida que se mantém esta situação, denunciada pelo sindicato no passado dia 2.
A empresa Fernão Mendes Pinto S.A., presidida por Pedro Garcez, acumulou dívidas à Segurança Social desde Abril; aos trabalhadores pagou há dias um dos 3 meses de salários em atraso, e deve-lhes ainda os subsídios de Natal e de férias de 2005 e 2006. A administração disse aos trabalhadores que, até ao passado dia 5, haveria um comprador (privado) para assumir as dívidas e recapitalizar a empresa – o que até agora não aconteceu.
Os trabalhadores, preocupados por si mesmos e pelos doentes, vão reunir-se em plenário na próxima quinta-feira, dia 15, às 15h30, nas instalações da USC, após o que divulgarão a sua posição em conferência de imprensa – informou Paulo Anacleto.






Deixe o seu Comentário