Encontros com leitores e amigos em vários pontos do país

Fazer do MV um dinamizador do movimento popular

Segunda-feira, 5 Novembro, 2007

sessoesmvbraga1_72dpi.jpgRealizaram-se, nos últimos dias, no norte do país, três sessões de apresentação do nosso jornal. O tema proposto “O que é um jornal político popular?” suscitou debates francos e abertos cujo sentido se pode resumir no seguinte: o povo tem de tomar a política nas suas mãos.
As sessões foram co-organizadas entre o MV e colectivos locais – a Velha-A-Branca (Braga), o Círculo de Arte e Recreio (Guimarães) e a Casa-Viva (Porto).
Depois de apresentado o jornal pelos colaboradores do MV – os jornalistas Renato Teixeira e Rui Pereira, os músicos Tino Flores e José Mário Branco -, rápida e naturalmente os presentes tomaram conta do debate, como se fosse uma “conversa atrasada” que todos temos urgência em retomar.
sessoesmvguimaraesreduz.jpgO simples nome do nosso jornal revelou-se, só por si, muito estimulante para a troca de ideias. As pessoas empenhadas e solidárias querem, realmente, mudar de vida, no sentido proposto no nosso estatuto editorial e no nosso manifesto político: romper com o sistema iníquo em que vivemos, o capitalismo. Romper com a miragem de que o sistema é reformável, e de que o sofrimento imposto aos pobres é resultado de “exageros”, “abusos” ou “incompetências” dos poderosos. Foram ventiladas, relativamente às mais variadas frentes de luta – empresas e sindicatos, saúde, habitação, educação, ecologia, comunicação social, etc. – as consequências funestas dessas ilusões.
sessoesmvportoreduz.jpgFicou claro, nestas conversas, que o jornal MV não aparece agora, vindo do nada, para “salvar a humanidade”. Que ele é apenas mais uma ferramenta para juntar forças, politizar (no sentido nobre e libertador da palavra) o nosso quotidiano, fazer circular a informação sobre as lutas silenciadas ou caluniadas pelos médias do sistema, ajudar a tecer essa rede de combate, de solidariedade e de aprendizagem sem a qual nunca poderemos mudar de vida, a sério.
Estas sessões, além do mais, criam laços para concretizar o nosso conceito de leitor do MV. Queremos que os nossos leitores sejam também distribuidores militantes, redactores de notícias e artigos, organizadores de tertúlias políticas regulares. O MV quer ser um dinamizador, entre outros possíveis, do movimento político popular. Ajudar a unificar e impulsionar as lutas. Mostrar aos que resistem que não estão sozinhos. Aprender com as suas experiências.
Apelamos aos leitores para que promovam e organizem sessões deste tipo, nos locais onde habitam, onde trabalham, onde estudam. Cá estaremos para divulgar e apoiar essas iniciativas.




Deixe o seu Comentário