O olhar de um homem

Segunda-feira, 29 Outubro, 2007

9 de Outubro de 1967, numa das salas da pequena escola de La Higuera. O sargento boliviano Mario Terán baixou a cabeça fugindo ao olhar daquele cuja morte lhe fora encomendada e conteve-se para não vomitar. A voz do Che chamou-o à realidade: “Acalme-se. E faça bem a pontaria. Vai matar um homem!”






Deixe o seu Comentário