Denúncia

Estoril-Sol despede 130 trabalhadores

Domingo, 21 Março, 2010

stanley-ho-com-mario-assis-ferreira_72dpi.jpgA administração da Estoril-Sol, proprietária do Casino Estoril, anunciou no início do ano o propósito de despedir colectivamente 113 trabalhadores e mais 17 individualmente. As cartas de despedimento começaram a ser distribuídas em 11 de Fevereiro atingindo maioritariamente os trabalhadores do Casino Estoril. A administração alega que a medida deve-se aos efeitos da crise económica no negócio do jogo, sublinhando a diminuição das receitas do grupo verificada nos últimos dois anos. É mais uma empresa a tentar justificar “reestruturação”e despedimentos com a crise do sistema. Mas a realidade vai para além da crise, como testemunham dois trabalhadores que nos fizeram chegar mensagens denunciando o comportamento da administração.

Assis Ferreira e família
Não sou egoísta nem quero ser, mas o sr. Assis Ferreira, administrador não só do Casino mas dele próprio, enriquece à custa do Casino em todo o seu esplendor. Gasta fortunas na compra de estatuetas da imagem de Santo António, gasta fortunas em relógios de luxo tendo já uma vasta colecção.

A meu ver, este sr. Assis Ferreira quer governar o Casino de fora para dentro. Será que os outros administradores, que dão a mão a este sr. Assis Ferreira, gostam de ver a degradação do Casino?

O restaurante Mandarim está a ser negociado para o genro, que é director de operações no Casino Estoril, que quer fazer um salão de chá. O bar Du Art Lounge está igualmente a ser negociado para o genro. A discoteca Jézebel e os bares Tamariz são explorados pela companheira do sr. Assis Ferreira.
Tempo 1

Roubar à descarada
O meu comentário: vergonha. Chamem o departamento de investigação criminal e investiguem para onde tem ido o dinheiro ao longo destes anos. Investiguem quanto custou só espelhar as fachadas do casino: qualquer coisa como 5 milhões de euros; dava para construir 20 vivendas de luxo na Quinta da Marinha.

Investiguem a parceria entre a empresa de construção HCI e a Estoril-Sol e a cumplicidade que há entre administradores e HCI e para onde vai grande parte do dinheiro da Estoril-Sol.

Investiguem o que tinham alguns administradores há 5 anos e o quem têm agora. Já agora, investiguem também quem está por detrás dos bares do Casino, da discoteca Jézebel e outras coisas mais.

Investiguem e vão ver as surpresas. Eles roubam à descarada e os trabalhadores é que pagam.
Jota






2 Comentários a “Estoril-Sol despede 130 trabalhadores”

  1. bakunine disse:

    “O meu comentário: vergonha. Chamem o departamento de investigação criminal e investiguem para onde tem ido o dinheiro ao longo destes anos. Investiguem quanto custou só espelhar as fachadas do casino: qualquer coisa como 5 milhões de euros; dava para construir 20 vivendas de luxo na Quinta da Marinha.”

    Sabe-se que a Justiça não funciona está ao lado dos ricos e poderosos por isso não vale a pena chamar a mesma.
    Os trabalhadores tem de unir de norte a sul do pais e tomarem em mãos a revolta com este estado de coisas.

  2. fraga disse:

    “Para Os Trabalhadores da empresa casino estoril no final se fará justiça, reconhecendo a insustentabilidade de um despedimento oportunista promovido por uma empresa que, para além do incumprimento de diversas disposições legais, apresenta elevados lucros e que declara querer substituir os trabalhadores que despede por outros contratados em regime de outsoursing”.

Deixe o seu Comentário