Denúncia

“Os patrões ficam sempre bem”

Trabalhadores da Paralux comentam o fecho da empresa

Sexta-feira, 12 Março, 2010

Depois de termos publicado, em Novembro, uma notícia sobre o fecho da Paralux e da Serlux, duas empresas do sector eléctrico situadas no Cacém, vários comentários de trabalhadores chegaram à nossa redacção. Sete deles foram divulgados no número 20 do MV (edição em papel). Mais reacções nos foram entretanto enviadas; e são essas que agora damos a conhecer.

Ninguém se preocupou com os trabalhadores
Pois é, caro jornalista, tem toda a razão de escrever que ninguém se preocupou com os direitos dos trabalhadores.
Pois a gerência conseguiu fazer o que queria, a maioria dos empregados suspenderam os contratos e depois já rescindiram por falta de pagamento.
Posso dizer que estive sem receber até ao dia 20 de Janeiro, dia em que rescindi o contrato, à espera de uma palavra da parte dos gerentes, ou mesmo do chefe, mas fomos tratados como cães, só faltava dizer para nos pormos dali para fora.
Lembro que foi feita uma escolha de empregados, não sei qual foi o critério. Ou melhor sei: familiares, amigos e alguns trabalhadores; mas esses trabalhadores não quiseram ficar, pela arrogância dos patrões.
Fizeram tudo para que o nome da Paralux não viesse a público, nunca nos disseram o que pensavam fazer, e pagar, dizem agora que têm um plano de recuperação para apresentar. Mas duvido, é só para adiar o processo e esperarem que os clientes que devem paguem, e está uma outra empresa dos mesmos sócios gerentes a facturar.
Isto é apenas um desabafo para o qual peço o meu anonimato. Mas acho que se tiverem poderes, força. E com melhores meios vão conseguir obter grandes notícias sobre o que essa gente fez, faz e vai continuar a fazer.
Um bem-haja e em nome dos ex-empregados da Paralux o nosso obrigado pela atenção.
Ex-trabalhador que se sente enganado e roubado e a passar necessidades por esta situação.
Anónimo

Pena tenho dos empregados
Fala-se muito mas não se diz tudo o que se tem que dizer. O dono da empresa não se adaptou aos tempos modernos ou seja: Exporlux, Tromilux, Spectroilux e mais algumas empresas desse ramo fazem o mesmo que a Paralux e mais barato e com melhor qualidade. Os da Paralux pensavam há 20 anos atrás que só eles é que distribuíam iluminação. Pena tenho dos empregados, que o dono fica sempre bem.
Um abraço solidário.
Rui Oliveira

Tomem atenção
Empregados, tomem atenção às vossas rescisões pois, mesmo sendo com justa causa, não é a mesma coisa se forem os bandidos a promover um despedimento colectivo.
Mais Um






Deixe o seu Comentário