Morte de 11 pescadores

Sexta-feira, 5 Março, 2010

Só nos primeiros dois meses deste ano já morreram no mar 11 trabalhadores da pesca. Não há memória de Inverno tão trágico nos últimos 20 anos. São as enormes dificuldades económicas que estão a levar à saída dos pescadores para o mar em condições tão perigosas, ao aumento dos naufrágios de pequenas embarcações e à morte dos seus homens. Segundo o presidente da Mútua dos Pescadores: “ Todos precisam de perceber que a vida dos pescadores é dura e difícil, que ganham cada vez menos, que não conseguem fazer face às suas despesas e que não têm outra hipótese senão ir à procura do perigo”. É, no fundo, uma opção entre a fome e o risco de vida, a que esta sociedade os obriga.






2 Comentários a “Morte de 11 pescadores”

  1. Luís Gomes disse:

    Boa tarde,

    Julgo que nesta matéria deveria existir uma protecção publica à profissão pescador. Se compararmos com a protecção aos agricultores, os pescadores (sector primário) são claramente prejudicados.

  2. Luís Gomes disse:

    Uma das medidas seria a seguinte: Sempre que o estado do mar não permitisse a actividade piscatória, seria o estado a subsdiar a actividade. Ganhava o Pescador e a Actividade, porque seria mais apelativa para os jovens. Logo, o governo teria a criar postos de trabalho no sector primário – sector tão importante porque a montante dele estão outros dois (Industria e Serviços) que lhe são subsidiários.

Deixe o seu Comentário