Pobreza: aumenta o fosso

Terça-feira, 16 Outubro, 2007

Em 2004, havia no país 38% de pobres (pessoas que sobrevivem com cerca de 360 euros mensais), entre os idosos que vivem sozinhos e as famílias com três ou mais filhos. Esse valor subiu para 42% em 2005. No outro extremo, os mais ricos são geralmente casais sem crianças ou famílias com apenas um filho. O fosso entre ricos e pobres continua a ser o maior da UE. Os dois milhões de portugueses mais ricos têm rendimentos quase sete vezes superiores aos dos dois milhões de pessoas mais pobres.






Deixe o seu Comentário