Mangualde: lay-off na Peugeot-Citroen

Segunda-feira, 6 Abril, 2009

Esta empresa do sector automóvel pretende entrar em lay-off durante seis meses, depois de ter despedido 500 trabalhadores já este ano. É uma iniciativa da administração que se segue a uma efectiva perda de direitos e empregos dos trabalhadores nos últimos tempos de vida de uma fábrica que recebe apoios do Estado. Assim, parte significativa dos trabalhadores da empresa pode ser obrigada a entrar neste processo, perdendo cerca de 25% do salário. Será que esta é a última etapa de um processo que leva ao encerramento da empresa?






Deixe o seu Comentário