A morte de Eluana

Quarta-feira, 11 Fevereiro, 2009

O bando capitalista e retrógrado que governa a Itália, com Berlusconi à cabeça, tudo fez para torpedear as próprias leis burguesas que regem este país, prolongando artificialmente a vida de Eluana Englaro, uma situação que se arrastava há já 17 anos. Na sua campanha reaccionária a favor da vida (que hipocrisia!), contou com o habitual apoio do não menos reaccionário Vaticano. A morte agora consumada representa o fim de um pesadelo de muitos anos, em que não havia qualquer hipótese da doente melhorar, assim como uma derrota daqueles que, laicos e clérigos, querem impor a sua moral a toda a sociedade.






Deixe o seu Comentário