A juíza racista

Quinta-feira, 7 Agosto, 2008

A juíza Ana Gabriela Freitas, do Tribunal de Felgueiras, na sentença proferida em 29 de Julho em que condenou cinco ciganos por confrontos com a GNR, acusou por junto os ciganos de serem “marginais” e “traiçoeiros”, de terem “pouca higiene” e de serem “integralmente subsídio-dependentes” do Estado. Estas apreciações provocaram, com razão, um coro de protestos e denúncias. Na Itália, esta juíza já estaria, por certo, a pôr em prática a base de dados racista anticigana do governo Berlusconi. Sendo os Tribunais um dos três poderes do Estado burguês, é um simples caso de “fugiu-lhes a boca para o que pensam”.






Deixe o seu Comentário