Ardinas MV

Equipas de distribuição do «MV» estiveram nos desfiles e manifestações dos últimos meses.

Cristina Meneses - Domingo, 29 Junho, 2008

mvardina_72dpi.jpgEntre aqueles que já conhecem o jornal, e querem ver o número mais recente, e aqueles que são surpreendidos pela sua existência, a simpatia e a receptividade são bastante boas e vêm melhorando. Os números estão aí para o provar; em exemplares distribuídos e em contributos recebidos. Mas ninguém fica sem o seu exemplar se não tiver a moeda a jeito.

O saco de ardina que nos identifica, que se deve ao empenho e criatividade de camaradas do Porto, para além de bem concebido e prático, fez baixar a desconfiança que por vezes sentíamos e a incontornável pergunta “quem são vocês?”

Vários foram os que nos abordaram, particularmente jovens. Na verdade, foram muitos os que vieram à rua nestas últimas concentrações, com destaque para a realização da primeira manifestação de precários, em Lisboa, que teve início no Largo Camões e foi engrossar o grande encontro popular na Fonte Luminosa onde terminou o desfile do 1.º de Maio.

«Mudar de Vida», como jornal popular, procura dar voz a todos quantos quiserem participar na sua feitura. Para além disso, contamos com a força de todos quantos queiram participar na sua distribuição. Se no seu local de morada ou de emprego quiser ajudar na difusão do MV, não hesite em contactar-nos.

«Chamamos todos os que não se conformam com a actual impotência do mundo do trabalho a colaborar connosco para vencermos a resistência do capitalismo a abandonar a cena histórica.»
Manifesto do Colectivo Mudar de Vida, Janeiro 2007




Deixe o seu Comentário