FMI nega ajuda à Venezuela

19 Março 2020

O governo venezuelano pediu um empréstimo ao FMI de 5 mil milhões de dólares para fazer frente à epidemia do coronavírus. O pedido foi recusado com o pretexto de que existe um outro “presidente” autoproclamado na Venezuela (o protegido de Washington, Juan Guaidó) e que por isso não há unanimidade entre os países membros do FMI sobre a legitimidade do governo de Nicolás Maduro. Esta resposta, que contraria a legitimidade reconhecida pelas Nações Unidas, é mais um aperto do garrote aplicado pelas potências imperialistas à Venezuela. Agora, porém, com especial brutalidade por expor toda a população do país a uma epidemia de efeitos devastadores. A União Europeia e Portugal, que seguem as pisadas dos EUA, são cúmplices de mais este crime.


Envie-nos o seu comentário

O seu email não será divulgado. Todos os campos são necessários.

< Voltar